Caligrafia Urbana na Galeria Crua em SP

Caligrafia Urbana na Galeria Crua em SP

Mesmo com o recente “acinzentamento” da cidade, São Paulo ainda é uma famosa por sua arte urbana repleta de desenhos, linhas e cores.

obra_guiga_03

Para homenagear essa forma de expressão tão democrática, a galeria Crua inicia no próximo dia 29 de abril a exposição Caligrafia Urbana, como foco nas tipografias presentes nos pixos, grafitti e lambe lambes que adornam as ruas da metrópole.

Através das obras de diversos artistas, a exposição convida o público a olhar de forma diferente essa arte que, por fazer parte do caos urbano, muitas vezes passa despercebida ou é interpretada como vandalismo. “A rua sempre foi um espaço de diálogo, e os muros um meio que de expressão, seja ele autorizado ou não. Nossa proposta é apresentar diferentes tipografias presentes na cena paulistana, do pixo ao lambe, passando por diferentes técnicas de graffiti”, comenta Gen Duarte, curador da exposição e artista, que começou sua carreira pintando nas ruas e hoje mantém essa conexão tanto através da sua arte quanto de sua galeria.

obra_shn_02
Para a mostra, houve um empenho em selecionar obras que representassem diferentes modalidades da arte tipográfica, como a Wildstyle, com suas letras de difícil legibilidade em traços fortes e coloridos; o Throw Up, de formato arredondado e poucas cores, o lambe lambe que brinca com o conceito de logotipo e com a publicidade e o pixo, manifestação cultural que não com frequência se vê dentro de uma galeria.

Na seleção de artistas estão grandes referências das modalidades tipográficas: GG, do Sustos, time que há mais de 20 trabalha com pixo em São Paulo e Osaka, no Japão; Nem, especialistas em Wildstyle; Guiga que escolheu o throw up, por ser um estilo rápido que possibilita a intervenção em locais não autorizados e o Coletivo SHN e o Coletivo SHN que usa os posters e stickers como forma de comunicação criando mapas e redes através da pesquisa de ícones universais.

Sobre os artistas:

GG
Representante de um dos maiores times de PIXO de São Paulo, o Sustos. Traz em seus trabalhos a experiência das ruas da cidade e dos topos dos prédios. Começou a escrever nos muros nos final dos anos 90 e hoje seus traços se estendem para projetos como o realizado para a Red Bull e também para a marca própria de street wear da família Sustos.

Guiga
Referência em throw-up e tira grande parte de sua inspiração da Zona Leste de São Paulo. Teve o primeiro contato com galerias no ano de 2014 e vem criando um estilo inspirado nas ruas e seus suportes de arte como pastilhas e tijolos.

Nem
Escritor de graffiti desde 1998 e utiliza técnicas mistas, em todo tipo de superfície ou material, em busca de expressar sua criatividade e história. Atualmente tem desenvolvido um trabalho de bastante destaque no circuito artistico brasileiro e atuado junto à empresas e produtoras.

SNH
Coletivo de arte formado por André Ortega, Daniel Cucatti, Eduardo Saretta, Haroldo Paranhos, Marcelo Fazolin e Rogério Fernandes. Multidisciplinar, o grupo reúne práticas diversas como artes gráficas, arquitetura, vídeo e tatuagem, sempre trabalhando com ícones universais, re-significando o conceito de logotipo e marca em uma abordagem bem humorada e crítica.

Serviço
Evento: Exposição coletiva Caligrafia Urbana
Onde: Rua Conselheiro Nébias, 1441 – Campos Elíseos
Horário: Abertura 29 de abril, das 14h às 21h
A exposição fica em cartaz até dia 29 de maio, de segunda a sexta, das 11h às 20h ou com horário marcado.

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com