"Back to Black" de Amy Winehouse faz 10 anos

“Back to Black” de Amy Winehouse faz 10 anos

divulgação
divulgação

Que o tempo tá voando a gente sabe, a gente sente né? Mas, dizer que já se foram 10 anos desde o sucesso tremendo do álbum “Back to Black” da diva Amy Winehouse é demais né?

Há exatos 10 anos, em 27 de outubro de 2006 a artista lançou o seu segundo álbum, totalmente auto biográfico, e um sucesso que elevou a cantora para conquistar o lugar dos discos mais vendidos no Reino Unido nos anos 2000. Seu talento e sua voz vibrante, e mais o sucesso do disco fizeram que Amy aos 23 anos explodisse mundialmente em super cantora pop. Mas a fama e seus problemas com álcool e drogas potencializaram e afetaram a diva emocionalmente e fisicamente.

Eu tive a chance de assisti-la em São Paulo no Summer Soul Festival em uma turnê mundial em 2011 no Anhembi. Ela estava já visivelmente bem abalada, tanto por sua performance, que contou com erros e atrasos nas canções de seu show, mas também porque ela parecia bem desconfortável naquele papel.

arquivo pessoal
arquivo pessoal
divulgação
divulgação

Quem é fã como eu, sabe também que ela não queria fazer essa turnê mundial, mas a pressão da carreira foi além, e ela não aguentou o baque. Tive a oportunidade de assistir ao documentário Amy e me arrepiei do início ao fim. A produção que traz trechos de toda a sua trajetória em gravações caseiras e depoimentos deixa claro que ela nasceu para brilhar.

Poucos meses depois de ter ido ao show, Amy nos deixou aos 27 anos em sua casa, em Candem Town em Londres, em decorrência de abuso de álcool.

A diva do soul e rhythm’n’blues ainda mora em nossos corações e para matar a saudades é só dar play quantas vezes quiser.

Para conferir o documentário, clica aqui!!

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.