Ações criativas discutem urbanismo e transformação da paisagem urbana em Goiânia

Ações criativas discutem urbanismo e transformação da paisagem urbana em Goiânia

Bacião 02 (1)

Não se assuste se você estiver caminhando pelo Setor Sul e, de repente, se deparar com pessoas de diferentes bairros da cidade em oficinas de construção de mobiliários e intervenções urbanas, ou em mapeamentos de rotas e desenho livre. Trata-se do projeto Casa Fora de Casa, do estúdio Sobreurbana, que promove durante os meses de julho, agosto e setembro uma infinidade de ações colaborativas com foco na transformação da paisagem urbana, nos movimentos de ocupação de espaços públicos e na discussão sobre meio ambiente, áreas verdes e espaços criativos.

O projeto começa já no dia 23 de julho, na Praça Wilson Valente Chaves (Av. Cora Coralina). Durante as primeiras semanas haverá ainda oficinas de vídeo, educação patrimonial e serigrafia no Coletivo Centopeia. Ao longo de realização, o Casa Fora de Casa se estende por quatro áreas diferentes do Setor Sul, com ações e ideias criativas em praças e zonas verdes. Ao todo, o projeto percorrerá distintos pontos da região, desde a Praça Wilson Chaves, localizada na Avenida Cora Coralina, até o Bacião das Artes, próximo ao Bosque dos Pássaros.

Os trabalhos se dividem entre oficinas e encontros de mapeamento de rotas e execução de sinalização e construção de instrumentos musicais, oficinas artísticas e trabalho colaborativo. A proposta é que as áreas verdes do Setor Sul possam ser aproveitas ao máximo pelos moradores do bairro e da cidade. “O Casa Fora de Casa é um projeto de urbanismo tático porque busca, através de soluções criativas e de um processo participativo atuar sobre os espaços públicos da cidade, historicamente precarizados, no sentido de incentivar que a população se sinta responsável por eles”, aponta a coordenadora do projeto, a urbanista e arquiteta Carol Farias.

Setor Sul

Para esta primeira edição, as ações serão desenvolvidas nas áreas verdes do Setor Sul, que no plano inicial da cidade foram concebidos para serem o espaço vital do bairro, o que não aconteceu durante a sua implantação. “Utilizando atividades pautadas pelo urbanismo tático e variadas oficinas artísticas que produzirão intervenções urbanas, vamos construir uma visão de futuro e coletiva para essas áreas e executar algumas ideias”, explica.

Toda uma agenda foi construída para valorizar e recuperar as áreas abandonadas. O foco é pensar a cidade não como um lugar de passagem, mas como um lugar de encontro. O Casa Fora de Casa se estende até o dia 25 de setembro, quando acontece a festa de encerramento do projeto. “Ao transformarmos o cidadão, a forma como olha e atua no seu bairro, estaremos a transformar a cidade. Pela sua especificidade, sua história, sua centralidade, o Setor Sul é um bairro muito especial e de enorme visibilidade”, reitera o produtor cultural André Gonçalves, também coordenador do projeto.

Táticas Urbanas

Estruturado em dois eixos de ação, o Casa Fora de Casa se divide entre os encontros com a comunidade em quatros pontos da trama de áreas verdes do Setor Sul e as atividades paralelas no Coletivo Centopeia. Nas áreas verdes, os encontros vão obedecer a seguinte sequência: atividades para o reconhecimento das áreas e das pessoas, brainstorming de ideias para construir uma visão coletiva de futuro para esses espaços públicos, oficinas artísticas para a execução de ideias, festas para celebração do trabalho realizado e por fim, avaliação qualitativa de tudo o que for produzido. “Teremos também encontros de desenho nas áreas e mutirões de limpeza”, revela Carol.
O Casa Fora de Casa é idealizado pela Sobreurbana, que atua colaborativamente com diferentes profissionais que desejam transformar a cidade. É um laboratório de arquitetura pública, de comunicação e de promoção cultural para desenvolver ideias e soluções para a cidade, através de um processo participativo e multidisciplinar.

Acompanhe a programação no site www.casaforade.casa ou nas redes sociais @casaforadecasa

Serviço

Casa Fora de Casa
Início do projeto: 23 de julho
Local: Praça Wilson Valente Chaves (Av. Cora Coralina).
Endereço: Av. Cora Coralina, n 140 – St. Sul, Goiânia, próximo ao Centro Administrativo, na Praça Cívica.
Entrada Franca

Oficinas (1)

Praça Cora Coralina

Praça Cora Coralina 02

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.