Galeria Claudia Andujar: rico acervo e diversidade cultural em Inhotim - MISTURA URBANA

Galeria Claudia Andujar: rico acervo e diversidade cultural em Inhotim

Claudia Andujar, Maturacá, da série Ciclo da vida, 1970-71.
Claudia Andujar, Maturacá, da série Ciclo da vida, 1970-71.

Aqui no Mistura Urbana, uma das nossas vertentes principais é a arte, e gostamos de valorizar o que é nosso, vem do Brasil e se destaca. E um dos lugares artísticos mais visitados, que recebe obras de diversos talentos, exposições e galerias, é o Instituto Inhotim, localizado em Brumadinho, Minas Gerais. É sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e também o mais importante centro de arte ao ar livre da América Latina.

E é lá que encontramos uma galeria permanente muito bacana, dedicada ao trabalho da fotógrafa Claudia Andujar, nascida na Suíça e radicada no Brasil desde a década de 1950. O pavilhão de 1.600m², o segundo maior do Parque, reúne um acervo de mais de 400 fotografias realizadas entre 1970 e 2010 na Amazônia brasileira. São registros de sua vivência com a tribo indígena Yanomami ao longo dos anos. Claudia capturou o ambiente, as tradições e o contato dos índios com o homem branco.

Com um rico acervo, a galeria é dividida em três temas: em “A terra”, estão reunidas fotografias de paisagem feitas em diferentes porções do território amazônico; em “O homem”, a vida tradicional dos Yanomami é registrada, com ênfase nos rituais xamânicos, no cotidiano, na casa, na floresta e num conjunto de retratos; e em “O conflito”, vemos diversas frentes de contato dos Yanomami com os brancos, processo que levou ao engajamento da artista na luta pelos direitos dos povos indígenas.

Claudia Andujar, Urihi-a, 1976.
Claudia Andujar, Urihi-a, 1976.

A galeria é resultado de cinco anos de pesquisa da curadoria do Inhotim, juntamente com a fotógrafa e seu arquivo. Em uma visita pela galeria, é possível mergulhar em imagens muitas vezes inéditas, conhecer as séries Rio Negro (1970-71) e Toototobi (2010), além dos registros que compõem “Marcados”, produzido a partir de fotos feitas para os cadastros de saúde, em uma tentativa de proteger os índios de diversas doenças, até então desconhecidas por eles, como sarampo e poliomielite.

Além das fotografias, a exposição traz publicações de época, livros da artista e o documentário “A estrangeira”, produzido pelo Inhotim, com direção de Rodrigo Moura.

Com o intuito de aproximar a cultura das pessoas, o Santander é o patrocinador da Galeria Claudia Andujar, em Inhotim. Vale a pena visitar. Você vai caminhar por entre trilhas e bosques e conhecer um pouco mais da nossa rica diversidade cultural.

Para saber mais, acesse o site da galeria, clicando aqui.


*Esse post é um publieditorial

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.