Espetáculo de b-boys acontece no CCSP - MISTURA URBANA

Espetáculo de b-boys acontece no CCSP

Nos dias 08, 09 e 10 de dezembro, o Grupo de b-boys Zumb.boys chega ao Centro Cultural São Paulo para apresentar o seu novo espetáculo chamado “O que se rouba”, finalizado após sete meses de oficinas compartilhadas, treinamento, investigação corporal e diálogos com especialistas de diferentes segmentos.

Para a criação de “O que se rouba”, o grupo realizou uma pesquisa minuciosa sobre o tema “roubo” e também se permitiu ser influenciado por outras linguagens artísticas, potencializando seus experimentos para levar conceitos de danças urbanas para o palco.

12243525_877337372320332_53177514630858681_n

Partindo da pesquisa sobre a movimentação urbana, e como explorar o espaço cênico tendo a cidade como referência, surgiu o desejo do grupo em se aproximar de indivíduos que tinham por escolha um comportamento especifico que fugisse dos padrões estabelecidos em sociedade: o ladrão. Refletindo sobre questões que determinam suas ações, e tomando o contexto de um infrator como fio condutor para uma investigação corporal, o grupo criou o espetáculo “Ladrão”, que estreou em 2014. Neste trabalho, o grupo compreendeu um pouco do que acontece nesse cenário, buscando pontos de vista sobre as regras de convívio social e razões que influenciam a decisão pelo roubo.

O cenário idealizado é o de uma prisão imaginária, que remete o público às várias prisões imateriais com as quais lidamos no cotidiano: “Você não está preso fisicamente, mas está preso a um modo de existir, que muitas vezes não te permite arriscar e se libertar de amarras abrigadas em demarcações invisíveis.” – complementa Márcio.

A correria, que no espetáculo “Ladrão” aparecia como a fuga, agora, em “O que se Rouba” é apresentada como a grande corrida para não ficar atrás, o movimento para encurtar a distância de quem sempre esteve à frente nas oportunidades.

Em “O que se rouba”, o grupo entrelaça os resultados de uma intensa investigação corporal, a uma sensível e abrangente reflexão sobre a sociedade contemporânea, permeando por temas como a desigualdade de oportunidades, a busca por reconhecimento, entre outros.

A composição da trilha sonora é de Ana Fridman, compositora e pianista de formação erudita e popular, que trabalhou por oito anos com o bailarino e coreógrafo Ivaldo Bertazzo, tem trabalhos com o grupo Barbatuques, entre outros renomados grupos.

953cce_85a307c381a248ec86ce146c19231542

Duração: 45 min – Ingressos gratuitos – Recomendação livre
QUANDO: 08, 09 e 10 de dezembro – Terça-feira, quarta-feira e quinta-feira às 21h00
Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso, São Paulo – SP, 01504-000

 

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com