Aonde o Mura Mora: projeto valoriza artistas de rua que quase ninguém vê - MISTURA URBANA

Aonde o Mura Mora: projeto valoriza artistas de rua que quase ninguém vê

11222468_460496127472069_471277817634852451_n

Artistas de rua estão por todos os lados, mas quase não se vê, não se observa. E é exatamente o contrário que o projeto “Aonde o Mura Mora” visa. Ele apresenta 20 músicos de São Paulo, em um trabalho de foto e áudio, que desperta a curiosidade.

A proposta foi caminhar pelas ruas da capital em busca dos talentos que disputam espaço entre os ruídos da cidade e, assim foram registrados, com áudio e fotos. Quem são eles e o que eles produzem? Dessa forma, o projeto traz um convite a olhar para estes músicos com uma ótica mais humana, de modo a despertar a curiosidade e o desejo de conhecer seus trabalhos e talentos, os quais preenchem a cidade, todavia muitas vezes não recebem o devido valor.

Em parceria com o Programa de Ação Cultural – PROAC, a produtora SALLVA Filmes, atualmente, é proponente do edital Proac 46/2014, através do projeto “Aonde o Mura Mora” (www.aondeomuramora.com.br), cuja proposta é divulgar alguns artistas que estão aos nossos olhos, mas a gente quase não vê.

Nesta primeira fase do projeto, 20 artistas independentes de diferentes estilos musicais foram selecionados. Eles tocam, cantam e envolvem nossas ruas. Para quem eles dedicam? Por que o mundo é o palco? No site, é possível ver de perto cada artista, conhecer seu estilo musical, ouvir o seu som (algumas vezes de autoria própria), adquirir seu contato e checar no mapa da capital paulistana aonde eles foram encontrados. Entre uma melodia e a desarmonia da cidade, não há tempo para perceber a diferença entre a arte e a rotina. A proposta do projeto é justamente encontrar estes artistas, enxergá-los e escutá-los. No “Aonde o Mura Mora”, os invisíveis têm vez.

Vinheta “Aonde o Mura Mora” –

Aonde o Mura Mora – Vinheta (2015) from SALLVA Filmes on Vimeo.

Sobre a SALLVA Filmes:
SALLVA Filmes é uma produtora audiovisual, formada pelos cineastas Fabio Sallva e Rafael Jannarelli. Fundada em 2012, a SALLVA produziu o documentário “Lobão – Não há estilo sem fracasso”, sobre o músico Lobão; trabalhou em parceria com a agência Repense, desenvolvendo projetos para as companhias farmacêuticas GSK e MSD, e também produziu trabalhos para Philips, Teto, Escola ALEF, Biblioteca Mário de Andrade e Fundação Itaú Social, além de videoclipes para músicos da cena independente de São Paulo, etc. A SALLVA produz conteúdo transmídia em formatos curtos para cinema, web, tevê, tablets e smartphones, informando e entretendo com qualidade audiovisual e foco em redes sociais. Em resumo, são quatro frentes de atuação: Branded content, um novo jeito de divulgar sua marca; Clipes, performances ao vivo com ênfase em pós-produção e trilha sonora original; Curta, Vídeos e filmes de ficção com até 15’ de duração e Personal Docs, Vídeos documentários sob demanda com estética reality.

Para saber mais aqui.

Paes, o Papaes, que toca o som desse mundarel pelas ruas de São Paulo acompanhado de sua rabeca
Paes, o Papaes, que toca o som desse mundarel pelas ruas de São Paulo acompanhado de sua rabeca

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.