Evento gratuito para novos leitores e autores - a Festa Literária das Periferias acontece em novembro - MISTURA URBANA

Evento gratuito para novos leitores e autores – a Festa Literária das Periferias acontece em novembro

FLUPP 2015 - Abertura geral - Foto Eduardo Magalhães

Os becos e ladeiras do complexo Babilônia/Chapéu Mangueira no Rio de Janeiro ganharão seis dias totalmente dedicados à literatura em novembro, entre os dias 3 e 8. A favela no Leme será palco da quarta edição da FLUPP, a Festa Literária das Periferias, que vai receber mais de 50 escritores nacionais e estrangeiros para discutir temas relacionados à violência urbana, ao meio ambiente, à ciência e, claro, à literatura e à leitura.

Criada pelos escritores Ecio Salles e Julio Ludemir em 2012, a FLUPP é um processo de formação de autores e leitores que em 2015 já realizou cerca de 50 encontros ao longo do ano. Mais de 70 autores já participaram dessas mesas literárias realizadas em escolas públicas estaduais de Caxias, Itaboraí e da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apenas esse ano a FLUPP publicou três romances com autores identificados em seus percursos formativos, e revelou mais de 100 nomes nas cinco coletâneas publicadas nas edições anteriores. No ano passado, 20 mil pessoas compareceram à FLUPP. A expectativa é ultrapassar esse número durante os seis dias de festa em novembro.

FLUPP Parque 2014 - 12nov1 - Foto Eduardo Magalhães

Alguns nomes de peso estarão presentes como o escritor escocês Alan Campbell, que já trabalhou como desenvolvedor de games, entre eles, os da mundialmente famosa série GTA, e, atualmente, traz a linguagem e o universo dos jogos para seus romances. Também estarão no palco montado na FAETEC, na fronteira das duas comunidades, o francês Caryl Férey, que acabou de lançar no Brasil o romance Zulu, que o projetou internacionalmente, e o alemão Uwe Timm, que traz na bagagem o recente A invenção da Currywurst. Entre os nomes nacionais, destaque para o navegador Amyr Klink, o deputado federal Jean Wyllys e o cientista Rogerio Rosenfeld.

O clima de confraternização entre moradores e autores será facilitado pela decisão de hospedar os autores na rede de pousadas e albergues do complexo Babilônia/Chapéu Mangueira. O Sarau Peripatético, um cortejo pelas ruas das duas comunidades, reunirá poetas da poderosa cena dos saraus da periferia carioca. O II Rio Poetry Slam, uma competição internacional de poesia falada, reunirá mais uma vez 16 poetas de quatro continentes: dois da América do Norte, três da América do Sul, três da África e oito da Europa. A esses poetas se juntarão 16 slammers de todo o Brasil, que ocuparão o Centro Cultural Jardim Suspenso nas três primeiras noites da FLUPP. Cazey, uma das personagens mais importantes do hip hop francês, se apresentará na aquecida noite de sábado do bar Estrelas da Babilônia, ponto de encontro de moradores da comunidade, gringos e da própria classe média. O famoso trono de ferro da coleção Game of Thrones, que atraiu multidões na última Bienal, será posto nas imediações da FAETEC. A também atriz Roberta Estrela D´Alva apresentará Antígona Recortada, premiado espetáculo da companhia de Teatro Hip Hop, em uma laje da favela.

A FLUPP 2015, que está no calendário das comemorações pelos 450 anos do Rio, homenageia Nise da Silveira, primeira psiquiatra brasileira a rejeitar o confinamento dos pacientes e os eletrochoques. O patrocínio master é do BNDES, patrocínio do Itaú, Petrobras, Secretaria de Estado de Cultura através da Lei de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, apoio institucional da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude do Rio de Janeiro, apoio da Casas Bahia e Instituto C&A, realização da ACEC – Associação Cultural de Estudos Contemporâneos, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.