Lampião, o homem que amava as mulheres - MISTURA URBANA

Lampião, o homem que amava as mulheres

11951862_843285272391461_738133169620769068_n

Quem não conhece o Virgulino Ferreira da Silva, ou melhor, mais conhecido popularmente pelo apelido de Lampião, que foi o principal e mais famoso cangaceiro brasileiro. Lampião comandava um grupo de cangaceiros, fazia assaltos e também sequestros, passando assim a ser procurado por diversos policiais de vários estados do Nordeste.

Foi em 1930, que ele conheceu Maria Déia, a Maria Bonita, que também ingressou no bando e tornou-se a mulher de Lampião. Muita gente não sabe, mas ele também era um artesão de mão cheia, fazia suas roupas e bolsas, além disso a região sertaneja na qual Virgulino morava era marcada pela seca, a pobreza e também um grande número de conflitos familiares.

Sua família, por sinal, estava envolvida nesses conflitos morais, o que resultou na morte de seu pai em 1919, vítima de um confronto com a polícia. Este evento seria fundamental para o restante da vida de Virgulino. Ele jurou vingança à morte de seu pai e passou a agir com muita rigidez no sertão, tornando-se um mito no que se referia à disciplina. Quando Virgulino e seus seguidores apareciam, os adversários saíam correndo em disparada. Foi assim que Virgulino se tornou definitivamente Lampião e líder de um bando que causava medo pela simples passagem.

Mas, ele também amava e por isso, acontece no dia 17 de setembro na Casa das Rosas em São Paulo, uma apresentação literomusical que visita o cangaço, baseado na obra de Daniel Lins que trata desse tema, o evento trás também a relação imaginária que Lampião estabelecia com as mulheres e o amor

Serviço

Quinta, 17 de setembro às 19:30
Casa Das Rosas
Avenida Paulista, 37, 01311-902 São Paulo
com: Aninha Ferrari, Gabriel de Almeida Prado, Liw Ferreira, Lucas Coimbra, Vitor Coimbra, Alberto Eloy e Fernanda de Almeida Prado
Saiba mais aqui.

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.