Exposição retrata o Rio de Janeiro dos anos 30 aos 50 - MISTURA URBANA

Exposição retrata o Rio de Janeiro dos anos 30 aos 50

Classe média indo, de bonde, aos bailes - Óleo sobre tela
Classe média indo, de bonde, aos bailes – Óleo sobre tela

Carioca de gema multicolorida, nascida e criada na Tijuca, a artista plástica Glória Barbosa, de 85 anos, traz suas lembranças da infância e adolescência na exposição “RIO EM 450 CORES”, que inaugura no Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil (MIAN), no dia 20 de agosto. Dividida em oito temas – Fé Carioca, Costumes, Saudade, Bondes, Festas, Carnaval, Cirandas e Rio Ontem e Hoje -, a mostra tem a curadoria de Jacqueline Finkelstein, diretora do museu, e fica aberta para visitação até 20 de novembro.

Usando a técnica de pintura a óleo em telas de 0,80m por 0,60m e painéis de 0,50m por 1,60m, a artista expõe um acervo com cerca de 40 obras sobre a cultura e os hábitos da cidade das décadas de 30, 40 e 50, contando a história do carioca a partir de sua fé, costumes, moradias, festas, brincadeiras e cantigas. Com 36 anos de carreira, Glória, se dedica principalmente à arte naïf e à representação humana.

“Estou feliz por participar das homenagens aos 450 anos desta cidade maravilhosa por meio do MIAN. Ela continua linda por natureza, mas bem diferente de antigamente. Antes, era um viver bem diverso dos dias atuais. Não sei dizer se melhor, mas sinto saudades daquele Rio de Janeiro já tão distante, ingênuo e simples, como a arte que escolhi para pintar”, diz Glória.

Duas apresentações musicais, de meia hora cada (às 18h30 e às 20h30), embalam a abertura da exposição, com Andreia Tamanini e Sandra Grego interpretando cantigas retratadas nos painéis da artista.

AMARELINHA, CORDA E CABRA-CEGA NA SALA DE EXPOSIÇÃO

A equipe socioeducativa do MIAN propõe uma “viagem no tempo” saindo do Rio de Janeiro de hoje, retratado na tela “Rio de Janeiro, gosto de você, gosto dessa gente feliz” de Lia Mitarrakis no salão principal do museu viajando no bonde da história até o Rio antigo de Glória Barbosa. Para tornar a visita ainda mais divertida e lúdica, as arte educadoras vão transformar a sala de exposição numa rua do rio antigo e vão propor ao público brincar de amarelinha, pular corda e cabra-cega, como as crianças faziam na infância da pintora. As atividades são para grupos com agendamento prévio, é preciso ligar para o museu para agendar grupos de no mínimo 10 pessoas. Para adultos custa R$ 18 por pessoa e para grupos escolares, de estudantes e terceira idade, R$ 10 por pessoa.

Piquenique na Quinta da Boa Vista_Óleo sobre tela
Piquenique na Quinta da Boa Vista_Óleo sobre tela

Mais sobre a artista

Glória Barbosa começou sua carreira como artista plástica em 1979, passando por várias influências e estilos. Hoje, o trabalho dela é voltado, em especial, para a figura humana e a pintura naïf. Em 1985, lançou o livro “Vozes e Imagens Perdidas”, editado pela Folha Carioca Editora Ltda. No mesmo ano, Carlos Drummond de Andrade elogiou o livro em uma carta, na qual o poeta ressalta a capacidade da autora de fixar as “(…) figuras do Brasil de ontem!”. “Rio em 450 cores” vai ser a segunda exposição da artista no MIAN. Além desta exposição individual, Glória Barbosa participou da mostra coletiva intitulada “Rota Naïf Contemporânea”, que permaneceu no Museu de abril de 2014 a março de 2015. O acervo do MIAN conta com três obras da artista: “Os Bondes”, “31 de dezembro” e “Anos dourados”. Ainda dentro das celebrações aos 450 anos da cidade, em fevereiro e março deste ano, Glória Barbosa foi convidada a expor 30 obras do Rio antigo no SESC Engenho de Dentro.

Serviço

“RIO EM 450 CORES”
Abertura: 20/08, quinta feira, das 18h às 21h, com entrada gratuita.
Até 20/11/2015.
Apresentações na abertura: Andreia Tamanini e Sandra Grego, às 18h30 e às 20h30
Local: MIAN – Rua Cosme Velho, 561, Cosme Velho – RJ (O MIAN fica a 30m da Estação de Trem do Corcovado)
Horário: Terças a sextas, de 10h às 18h; Sábados e Domingos, de 10h às 17h
Valor: R$12,00 (inteira) e R$6,00 (meia entrada – estudantes com carteira, idosos, menores de 18 anos, portadores de necessidades especiais); Gratuidade: menores de 5 e maiores de 80 anos
Classificação: livre

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.