Projeto Picnik chega a Goiânia trazendo moda, arte, decoração e muito mais! - MISTURA URBANA

Projeto Picnik chega a Goiânia trazendo moda, arte, decoração e muito mais!

Picnik (créditos Tomaz Faquini (1)

Cestas de piquenique, toalhas quadriculadas, bolhas de sabão e um por do sol encantado. O Picnik, projeto de arte e cultura já consolidado em Brasília, chega a Goiânia em um misto de bazar e sunset party e busca proporcionar um ponto de encontro fértil de público gerador e consumidor de novas tendências e artistas alternativos de variados nichos. O evento é gratuito e acontece no Lago das Rosas no dia 25 de julho, a partir das 13h.

Após 18 edições em Brasília e um sucesso de estreia em São Paulo em 2014, o Picnik Goiânia apresenta para a cidade novas formas de consumo consciente nas áreas de Arte, Moda, Artesanato, Fotografia, Decoração, Design e Gastronomia. Para que o público realmente se sinta convidado a fazer um piquenique e/ou desfrutar de uma tarde agradável com amigos e família, o ambiente foi cuidadosamente pensado: da escolha do local aonde será realizado (sempre aberto, com belo visual e aconchegante) até a decoração (em geral, muito colorida, simples e lúdica), passando por uma leve seleção musical, cênica e artística.

Picnik (créditos Tomaz Faquini (3)

Picnik (créditos Tomaz Faquini (5)

Ao som de DJs da cidade e de alguns forasteiros ilustres, o mercado embala a mistura de várias manifestações culturais. Conhecido pela diversidade, qualidade e vida de seus expositores é um dos motivos de peso pelo qual grande parte do público frequenta o evento. Representados, em geral, por jovens empreendedores locais, encontra-se uma gama de produtos para todos os estilos. Em Goiânia, o projeto é realizado em parceria com o Casulo Moda Coletiva, que no ano passado ganhou o Prêmio Brasil Criativo, do Ministério da Cultura (MinC).

“Colaborar para a edição do Picnik Goiânia sempre foi uma grande vontade da equipe do Casulo Moda Coletiva, por conta das várias experiências que tivemos em outras edições em Brasília e porque nos identificamos com esse formato de ação. Sabemos como o evento fortalece a economia criativa, valoriza a produção e criação local, além de ser um ponto de encontro divertido e saudável”, reitera a coordenadora do Casulo, Maiene Horbylon.

Programação colorida: yoga, bicicleta, dança, música e comida

Mas não só de arte se faz um Picnik. Para cuidar também do bem-estar e do espírito serão oferecidas, de forma gratuita, aulas de Yoga e atividades coletivas. Durante toda a campanha do evento, é estimulada, também, a adoção de posturas saudáveis por parte do público, como por exemplo, ir ao evento de bicicleta, caronas solidárias, trazer cachorros, crianças, vizinhos.

Uma programação para instigar o lado criativo do público e tornar a vivência mais construtiva ocupará a área de workshops do evento. Oficinas de dança e música serão oferecidas pela CasaCorpo. Para se inscrever envie um e-mail com seu nome, telefone e a oficina que deseja participar para [email protected] Um bate papo sobre o que inspira as pessoas, administrado pelo Coletivo Centopeia também fará parte dessa área e será aberto ao público.
#Ocupe a Cidade

Com pouco mais de três anos de existência, o Picnik é um dos percussores do movimento de consolidação de identidade cultural que tomou conta dos espaços públicos da capital nacional. Atualmente, leva em média 10 mil pessoas às suas edições no Distrito Federal, famosas por envolver, com harmonia, diversas plataformas artísticas e de entretenimento.

Serviço

25 de julho (sábado)
Local: Lago das Rosas
Horário: das 13h às 22h
Acesso gratuito. De graça. 0800. Free. Libre.

Para participar como expositor: http://picnik.art.br/expo/
Para participar das atividades: [email protected]
Infos: https://www.facebook.com/PicniKGyn

Picnik (créditos Tomaz Faquini (8)

@todas as fotos por: Tomaz Faquini

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.