Mundano lança nova exposição em crítica à crise hídrica de São Paulo - MISTURA URBANA

Mundano lança nova exposição em crítica à crise hídrica de São Paulo

Xaxado Novo

O grafiteiro e ativista Mundano volta a explorar a crise hídrica em suas obras. Em sua segunda exposição de 2015, o artista apresenta “Água Mole, Cidade Dura”, trazendo criações inéditas que misturam sua crítica à má gestão dos recursos hídricos em São Paulo com elementos inspirados no sertão. Como o pássaro Acauã, eternizado na voz de Luiz Gonzaga, cujo canto é conhecido por anunciar a seca. O lançamento da mostra acontece em 16 de julho, na King Cap Graffiti Shop & Galery, em São Paulo, com a apresentação do grupo Xaxado Novo, que faz sua homenagem à baluartes da cultura popular inspiradas na seca nordestina.

O objetivo é não deixar o assunto sair do radar, mesmo com a estabilidade do nível das represas que abastecem São Paulo. A situação ainda é crítica e precisa ser tratada e cobrada por todos. “Trago nas minhas obras o resultado das diversas expedições que fiz pelos reservatórios além de pesquisas sobre o tema. Pra mim, a negação da crise hídrica pelo governo e a falta de transparência é ainda mais grave que a situação de milhares de cidadãos paulistanos que estão há meses sofrendo com um racionamento não declarado” explica Mundano.

Durante a exposição, que fica até 18 de agosto na galeria da King Cap, o público terá oportunidade de ver os já tradicionais cactos e personagens contestadores, imagens do Carro da Cantareira, carcaça que se transformou em um dos principais símbolos da seca de São Paulo em 2015, além de obras em diferentes suportes e formatos. A exemplo de fotos de suas intervenções no Sistema Cantareira em impressão lenticular – que altera a imagem de acordo com o ângulo em que é visto.

Água Mole, Cidade Dura está em apoio à Aliança pela Água, um movimento que atua na construção de segurança hídrica de São Paulo e no fomento da capacidade da sociedade em debater e executar novas medidas para o Estado. “Mundano vem se destacando como um artista engajado no enfrentamento da crise hídrica em São Paulo. Com obras esteticamente instigantes, denuncia o problema da escassez de água e contesta o discurso oficial. Sua contribuição como parceiro da Aliança pela Água tem sido essencial”, ressalta Marussia Whately, coordenadora da Aliança pela Água

Sobre o artista:

Seu graffiti ‘paporreto’ estampa muros cinzas, viadutos e mais de 250 carroças de materiais recicláveis, pintadas desde 2007. O grafiteiro, por meio de sua arte provocadora, questiona conceitos e atitudes com frases de impacto e intervenções de acordo com o contexto local.

Mundano se tornou um reconhecido ativista quando criou, em 2012, o movimento “Pimp My Carroça”, retirando os catadores de materiais recicláveis da invisibilidade por meio da arte e da participação coletiva.

Sobre a King Cap Graffiti Shop & Gallery
King Cap é um espaço que visa fundir os vários aspectos da cultura de rua em uma única loja. Cercado das melhores marcas de streetwear, das ferramentas mais poderosas para a escrita, traz um cenário urbano extremamente fascinante.
http://www.kingcapsp.com.br/

Serviço:

“Água Mole, Cidade Dura”
Local: King Cap Graffiti Shop & Gallery – Rua Fidalga, 23 – Vila Madalena
Abertura: 16 de julho, às 19h
Visitação: 17 de julho a 18 de agosto. Segunda a sábado, das 10h às 20h
Entrada Gratuita.
Contato: 3473-8300 | 3569-7940
E-mail: [email protected]
http://www.kingcapsp.com.br/

Acauã

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.