Japão inaugura plataformas flutuantes que geram eletricidade a partir de energias renováveis - MISTURA URBANA

Japão inaugura plataformas flutuantes que geram eletricidade a partir de energias renováveis

japao-inaugura-duas-megaplataformas-solares-flutuantes-560

E olha o nosso amado Japão de novo por aqui trazendo algumas inovações, mas dessa vez em amor ao meio ambiente. Depois do grave terremoto e tsunami que aconteceu em 2011 e provocou a explosão da usina nuclear de Fukushima, o país tem olhado com mais atenção em relação à outras fontes de energia, dando mais ainda valor e espaço para aquelas que são renováveis.

Algumas ações em parceria com a iniciativa privada japonesa tem acontecido nos últimos anos, para que a geração de energia eólica e solar seja uma realidade cada vez mais presente. A empresa de tecnologia Kyocera inaugurou recentemente duas plantas solares gigantes e que também são flutuantes na cidade de Kato.

As plataformas possuem juntas 11.265 módulos, e foram construídas em apenas sete meses. Nelas, também foram colocados dois reservatórios de água, que vão gerar cerca de 3,300 megawatt hora (MWh) por ano, volume este que suprirá a demanda anual de eletricidade de aproximadamente 920 residências. A energia produzida pela planta será vendida para a companhia de eletricidade local.

Algumas boas melhorias estão em destaque como: sistemas flutuantes de energia solar geram mais eletricidade, a sombra da plataforma reduz a evaporação da água e o crescimento de algas, plantas solares flutuantes são 100% recicláveis, e as estruturas foram projetadas para suportar terremotos e furacões.

Play no vídeo para saber mais:

via

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *