Festival Internacional Sesc de Circo traz espetáculos de 11 países - MISTURA URBANA

Festival Internacional Sesc de Circo traz espetáculos de 11 países

Acelere_foto Miky Calero (4) net

Quando falamos sobre circo logo vem à mente as cores, as luzes, a música e a alegria que seus artistas trazem para os lugares em que ele chega. O que nem sempre está associada a essa lembrança é a movimentação que o circo desenvolve, desde o diálogo entre artistas e público até as relações políticas e econômicas com a cidade.

Nesse contexto, a terceira edição do CIRCOSFestival Internacional Sesc de Circo se debruça sobre as novidades e transformações com as quais a arte circense tem se confrontado nos últimos anos. Com abertura no dia 28 de maio, a programação de 2015 ocupa 15 unidades do Sesc na Grande São Paulo até o dia 7 de junho: Belenzinho, Bom Retiro, Campo Limpo, Carmo, Centro de Pesquisa e Formação, Consolação, Interlagos, Itaquera, Osasco, Pinheiros, Pompeia, Santana, Santo Amaro, Santo André e Vila Mariana. O espetáculo inaugural será o colombiano Acelere!, no Sesc Pinheiros.

Segundo o Diretor Regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, “a instituição reafirma seu compromisso com o bem estar social ao ampliar as possibilidades de convivência familiar e coletiva a partir do contato com as expressões e fazeres circenses, diante das rápidas mudanças da vida contemporânea.” Miranda complementa que “o Circo possui uma tradição milenar, que reside na memória de muitos indivíduos. Assim, o Circos – Festival Internacional Sesc de Circo atua como porto e viagem, que nos guia por mapas afetivos e colabora para enriquecer nossos caminhos culturais.”

O CIRCOS traz em 2015 uma programação majoritariamente inédita no país. Dos internacionais, 13 companhias e seus espetáculos pisam no Brasil pela primeira vez: Acelere! (Colômbia), Cherepaka (Canadá), Clockwork (Suécia), Confusion (Suíça), Pals (Espanha), Última Aduela (Portugal), Extreme Symbiosis (Suécia), Circonferences (França), Pelat (Espanha), Barlovento (Argentina), B-Orders (Palestina), Braquemard#1 (França) e Underart (Suécia).

Um dos principais pontos do CIRCOS em 2015 é o aumento expressivo das atividades formativas, que passaram de seis, em 2014, para 15, nessa edição. Debates, workshops e encontros contribuem para a profissionalização dos artistas circenses e fomenta a criação de novos espetáculos.

Os workshops proporcionam uma imersão na arte, começando pelo Laboratório de Crítica em Circo, programa que ensina jornalistas e interessados, de maneira teórica e prática, a expandir o vocabulário e, assim, subsidiar as críticas. O ator e pedagogo Pierre Byland, da Cia Le Fusains, ministra o workshop Homo Stupidens, que ajuda os participantes a encontrar seu próprio clown. O curso prático Circonferência sobre o Mastro estuda o mastro como elemento central de uma dramaturgia específica. Programa semelhante ocorre em A Circonferência Sobre o Arame. Em M De Metáfora, Roberto Magro, diretor artístico da Central do Circo de Barcelona (Itália/ Espanha), sugere uma reflexão sobre o fazer circense e o uso de metáforas nas montagens. Avner The Eccentric também ministra o curso Princípios Excêntricos. Os preços dos workshops variam de R$ 17 a R$ 30.

Dois encontros complementam a grade formativa: Diálogos Possíveis é a oportunidade de dialogar com representantes de festivais e centros de formação. Conexões Criativas discute estéticas e as relações entre a cultura, a economia, o espaço urbano e seus desdobramentos. Para participar é necessário retirar ingresso, no local, uma hora antes.

Para participar dos workshops e dos encontros também é preciso enviar um e-mail para [email protected], entre os dias 13 e 22 de maio. Todas as atividades formativas em língua estrangeira terão tradução simultânea.

Mais informações e para conferir a programação completa aqui.

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *