Rolês fora do “circuito turístico chacota” pra se fazer em Paris - MISTURA URBANA

Rolês fora do “circuito turístico chacota” pra se fazer em Paris

Mural de Jef Aerosol  foto: cristinamello.com.br
Mural de Jef Aerosol
foto: cristinamello.com.br

Paris, cidade luz, romântica, elegante. É a cidade mais visitada do mundo, e também das grandes lojas e destino para quem busca e quer ver monumentos, museus e ter requinte. Sabemos que é demais caminhar próximo às margens do rio Sena, conhecer a catedral de Notre Dame, que o museu do Louvre é imponente, e que ver a cidade toda iluminada lá do alto da torre Eiffel é inesquecível.

Mas, será que é só isso? Non!!! Paris também é um lugar super artístico, moderno e badalado, cheio de lugares alternativos e alguns tão incríveis que só quem mora na cidade conhece.

Te convido para arrumar as malas e conhecer uma Paris Lado B.

Menilmontant, é um bairro meio escondido na região nordeste da cidade. Ele é charmoso, reúne restaurantes familiares, lojas descoladas, clubes e inferninhos discretos, e é lá que fica o famoso cemitério bucólico Père Lachaise onde estão enterrados lendas como Jim Morrison e Édith Piaf. O bairro em geral, já é um roteiro bem legal de se fazer, já que você vive o real espírito parasiense, longe do burburinho turístico.

foto: airbnb.com.br
foto: airbnb.com.br

Em Père Lachaise – Ménilmontant, os artistas de rua não precisam fazer sua arte às escondidas. Você vê graffiti por todos os lados, e acaba sendo uma ótima oportunidade de conhecer uma grande galeria de arte urbana à céu aberto.

foto: airbnb.com.br
foto: airbnb.com.br
foto: airbnb.com.br
foto: airbnb.com.br

Por lá, diversos bares descolados e cafés de esquina para você curtir a vida em um local cheio de vida noturna. Um deles, é o o bar ‘demain c’est loin’. Lá você pede tapas, um rum com gengibre, curte um som ao vivo, ou ainda vindo de uma jukebox. Lá o forte é a comida caseira, os cocktails e os preços bem honestos. O slogan do lugar é: “para rir e compartilhar juntos hoje porque amanhã é longe …

foto: tripadvisor.fr
foto: tripadvisor.fr

A rua ‘des cascades’. Durante muitos anos Ménilmontant forneceu grande parte da água de Paris, o que deu origem ao nome de várias de suas ruas como a rue des Rigoles, rue des Cascades e rue de la Mare . Na rue des Cascades ainda podem ser vistos 3 “regards”, pequenas construções que protegiam os pontos de inspeção das canalizações. A rua também é cheia de anjos e gárgulas, além de stencil e artes que contam muitas outras histórias.

516px-P1100468_Paris_XX_regard_Saint-Martin_rue_des_Cascades_rwk

Ender_rue_des_Cascades_Paris_20_poup_e

Parc de ‘Belleville’ . Está localizado na colina de Belleville, e com seus 108 metros, faz com que seja o maior parque em Paris. Possui um terraço incrível de 30 metros de altura, o que proporciona uma vista panorâmica da cidade. São mais de 1200 árvores e arbustos, fontes, gramado acessível ao público, playground, mesas de pingue-pongue, teatro ao ar livre e ainda um pequeno museu projetado para educar os visitantes sobre a importância de ar fresco e para os problemas de poluição.

foto: neverendingvoyage.com
foto: neverendingvoyage.com
Art by Gregos
Art by Gregos
Art by Seth
Art by Seth

– Belleville:
A praça Frehel está localizada no cruzamento da rua Julien Lacroix e Rue de Belleville. O lugar é um pouco misterioso, mas ao mesmo tempo muito agradável.

foto: wikimedia.org
foto: wikimedia.org

A praça do ‘Caire’ (Cairo) e a passagem do ‘Caire’, do lado do ‘Numa’ no bairro 10eme. Criada em 1798, Passage du Caire é a mais antiga área coberta de Paris. Leva o nome da capital egípcia devido a três estátuas na imagem da deusa Hathor, com orelhas de vaca, que decoram a entrada. O arcade é conhecido por ser o mais longo e mais estreito, em Paris. Vale a pena uma visita para a arquitetura das belas fachadas no piso superior que mantêm o seu encanto original.

foto: paripolis.canalblog.com
foto: paripolis.canalblog.com

A terraça do ‘Terrasse hotel’ rua ‘joseph de maistre’ no bairro 18eme. Quer ver a cidade toda sem ficar na fila da Torre Eiffel? Então você precisa subir nesse lugar. Ele fica em Montmartre, e durante os meses de verão, o hotel dispõe de um terraço com vistas deslumbrantes sobre Paris.

foto: hoteldirect.co.uk
foto: hoteldirect.co.uk

As ‘halles Saint Martin’ no bairro 10eme rua ‘Bouchardon’. Quer mercados ao ar livre de comidas, bebidas, roupas, acessórios e muito mais. Esse é o lugar. Com preços baixos e de fácil acesso, tem de tudo para todos os gostos. Domingo é o dia, e fica aberto das 8 da manhã até às 19h.

foto: tootlafrance.ie
foto: tootlafrance.ie
foto: adeupa.piwigo.com
foto: adeupa.piwigo.com

La ‘Gaité lyrique’, além de ser um café, é o centro das artes digitais, que foi inaugurado em 2012 em um teatro abandonado do século 19. O prédio é um dos maiores espaços públicos dedicados à arte digital da França, além de trazer exibições, concertos, workshops, programação infantil, bar com música ao vivo, festival de animação, música eletrônica e por aí vai.

gaite-lyrique-u-shape-screen-metacontrol-performance

foto: gaite-lyrique.net
foto: gaite-lyrique.net

Le Salon de Tatouage du Futur. É um mix de galeria de arte, biblioteca e claro um estúdio de tattoo. Demais!!!

foto: mercialfred.com
foto: mercialfred.com

Free Market de Paname: Ele lembra o Brick Lane Market de Londres ou o flea market Mauerpark, de Berlim, ou ainda a atmosfera de Williamsburg, em NYC. Você encontra vinil, roupas, acessórios e peças de decoração. Sempre tem gente fazendo intervenções artísticas e ainda rolam shows. É um passeio que vale a pena.

foto: parisladob.com
foto: parisladob.com

Para quem gosta de cerveja: Precisa conhecer a People’s Drugstore que fica em Montmartre; o lugar que oferece mais de 550 marcas de cerveja, das brasileiras até as mais sofisticadas em um ambiente super agradável. Muita gente chega compra e vai embora, mas tem ainda aqueles que preferem sentar nas calçadas e apreciar uma gelada ali mesmo.

foto: parisladob.com
foto: parisladob.com

Agradecimentos super especiais a francesa querida Lucile Jacquard, que atualmente mora no Brasil, e foi quem deu todas essas dicas super bacanas e não chacotas. Além disso, Luci começou um blog sobre a cultura francofona, aqui.

Para continuar conhecendo uma Paris mais alternativa aqui, aqui e aqui.

Para conferir mais rolês irados pelo mundo: Barcelona, São Francisco, Buenos Aires, São Paulo, Amsterdam, Las Vegas, Berlin, Chapada Diamantina .

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *