Festival em comemoração pelos 70 anos de Bob Marley - MISTURA URBANA

Festival em comemoração pelos 70 anos de Bob Marley

Bob-Marley1

Foi num vídeo divulgado no Youtube que o lendário fundador do The Wailers, Bunny Wailer, confirmou aos fãs sua primeira turnê pelo Brasil em 2014. E destacou sua “reggaestra”, sua banda conhecida como uma verdadeira “orquestra reggae”.

Pois é com muita alegria, que no próximo dia 20 de novembro, ele desembarca no Rio de Janeiro, para um show que acontece na Fundição Progresso. Ele é a principal atração do festival “Fundição Brasil Jamaica”, que já recebeu nomes como Ziggy Marley, SOJA, Groundation, Steel Pulse, Alpha Blondy, Don Carlos, Israel Vibration, entre outros.

Nesta 15ª edição o evento terá o grupo Cidade Negra como anfitrião, com o show “Sobre todas as forças”. Em seu show Bunny traz um repertório de clássicos como “Dreamland”, “Mellow Mood” e “Walk The Proud Land” incluindo seu álbum “Blackheart Man”, além de tributos a Bob Marley e Peter Tosh.

Na mesma noite sobe ao palco a banda Cidade Negra. Formado por Toni Garrido, Bino Farias e Marcos Lazão, o grupo comemora 20 anos do álbum mais marcante a carreira, “Sobre todas as forças”. O show inclui sucessos como “Onde Você Mora?”, “Downtown”, “Querem Meu Sangue” e “Pensamento”.

banda_com_logo

Bunny Wailer

Bunny Wailer é considerado uma lenda, que continua a promover e apresentar shows de reggae para platéias de todo o mundo. Nascido no dia 10 de abril de 1947, em Kingston, na Jamaica, Wailer foi criado no vilarejo de Nine Miles, onde conheceu seu companheiro Bob Marley e onde deu início a sua trajetória.

Em 1973, justo no momento em que sua carreira com The Wailers começava a decolar, Bunny decidiu que a vida na estrada não era o que ele imaginava. Antes que a turnê seguisse para os Estados Unidos ele saiu da banda, optando por permanecer na Jamaica e iniciar carreira solo.

No mesmo ano inaugurou seu próprio selo, Solomonic, e começou a lançar seus próprios singles. Seu álbum de estreia, “Blackheart Man”, foi aclamado pela crítica internacional e é visto universalmente como uma obra de arte do gênero reggae de raiz. As canções mais festejadas do álbum incluem “Dreamland” além de “Battering Down Sentence”, a favorita de inúmeros fãs de reggae, que foi escrita tendo como pano de fundo o ano em que Wailer passou preso, indevidamente.

Bunny-Wailer-Smile-Jamaica-2008 GOOGLE

Apesar de ter deixado The Wailers seu relacionamento com Marley e Tosh continuou forte e ele fez de tudo para manter a música deles viva. Em 1980 ele gravou “Bunny Wailer Sings the Wailers”, um álbum que retomou muitas de suas canções favoritas dosWailers. Na ocasião do lançamento do álbum, o câncer de Marley tinha sido diagnosticado. Alguns meses depois Marley perdeu sua batalha sucumbindo à doença com apenas 36 anos. Devastado pela perda prematura do amigo, Wailer voltou para o estúdio e lançou “Tribute to the Hon Nesta Marley” em memória de Marley. Desde então ele tem gravado um bom número de tributos, incluindo os dois álbuns ganhadores do Grammy “Time Will Tell: A Tribute to Bob Marley” (1990) e “Hall of Fame: A Tribute to Bob Marley’s 50th Anniversary” (1995).

bunny 03

A carreira solo de Wailer tem incluído vários álbuns e canções de estilos diferentes. “Rock ‘n’ Groove”, de 1981 partiu das raízes do reggae e mostrou seu talento como artista dançante. Suas composições incluem “The Electric Slide (Boogie)”, originalmente cantado por Marcia Griffiths. Essa canção fez parte da trilha sonora que se tornou a loucura dançante do fim dos anos 80 e continua popular até hoje.

Wailer é também conhecido por suas poderosas apresentações ao vivo. Em 1982 seu show no Instituto Jamaicano para os Cegos foi gravada e distribuída como aclamado álbum ao vivo. Em 1986 ele quebrou a tradição e embarcou numa turnê internacional. Sua primeira apresentação nos Estados Unidos, no Madison Square Garden em Nova Iorque, teve bilheteria esgotada e ganhou enorme projeção na imprensa americana. Desde então ele tem se apresentado pelo mundo inteiro, sempre atraindo grandes multidões.

Como o único componente que resta de The Wailers, Bunny tem se esforçado arduamente para manter e promover o legado musical do grupo. Como qualquer entusiasta de música pode claramente atestar seus esforços não têm sido em vão – as gravações dosWailers estão disponíveis no mundo todo e a música da banda é vista como a de maior influência na história recente. Wailer, como promotor persistente e artista engajado, tem sido um dos principais protagonistas na luta para que a música reggae continue e ganhar a merecida projeção internacional.

The Wailers

Bunny e Marley cresceram como irmãos. Em 1952 as famílias dos dois garotos se mudaram para Trenchtown, onde conheceram Joe Higgs, um cantor muito conhecido que dava aulas de canto, informalmente, no quintal de onde morava, na Third Street. Foi durante o período em que tiveram aula com Higgs, que a dupla conheceu Peter Tosh. Os três deram forma ao núcleo do que viria a ser The Wailers.

A primeira audição aconteceu em 1963 para o legendário produtor Clement “Coxone” Dodd, o que acarretou no primeiro single do grupo, “Simmer Down”, que foi sucesso imediato, tocou dezoito vezes seguidas no dancehall e foi o mais tocado nas emissoras jamaicanas por dois meses.

A era da contra cultura do rude boy tinha começado, emergindo dos guetos de Kingston e clamando por rocksteady e ska como sua trilha sonora. Nos três anos seguintes, The Wailers fizeram mais de 30 gravações com influência rocksteady e ska, inundando de fãs os dancehalls e se estabelecendo como a maior banda da Jamaica.

Em 1966 o clima cultural era de mudanças. Pobreza e discriminação se disseminavam como pragas nos guetos de Kingston e boa parte da classe trabalhadora jamaicana se voltou para a religião, como refúgio e conforto espiritual. Uma interpretação de uma profecia bíblica, que mencionava o nome do Messias, fez muito acreditarem que o imperador etíope, Haile Selassie, era a encarnação de Deus, o salvador que os lideraria para a Terra Prometida, plena de justiça divina. Haile Selassie fez uma visita oficial à Jamaica naquele ano e o movimento que ele inspirou, o Rastafari (baseado no nome de Selassie antes dele se tornar imperador, Ras Tafari Makonnen) começava a atrair um expressivo número de seguidores.

Bunny and The Wailers foram imediatamente atraídos para a cultura Rastafari e sua música logo incorporou essa nova forma de espiritualidade. Os ska beats das primeiras gravações agora faziam parte do passado e no lugar deles vieram os hinos carregados de conteúdo social que passaram a caracterizar o som dos Wailers. Uma nova parceria com o produtor Lee “Scratch” Perry foi formada, o que permitiu que as crenças dos Wailers dessem forma à sua música na sua totalidade. O aclamado trabalho dos Wailerscom Perry chamou a atenção de Chris Blackwell, fundador da Island Records em Londres, que começou sua carreira importando discos para a comunidade jamaicana da Grã-Bretanha. . Blackwell contratou os Wailers imediatamente e “Catch a Fire”, foi lançado em 1973. O álbum foi sucesso internacional, levando a música reggae para novas platéias pelo mundo afora. The Wailers fecharam uma turnê pelo Reino Unido e Estados Unidos.

Serviço

Fundição Brasil Jamaica
Com Bunny Wailer e Cidade Negra
Data: 20 de novembro de 2014 (QUINTA-FEIRA)
Local: Fundição Progresso (Rua dos Arcos, 24 – Lapa – Rio de Janeiro)
Informações e venda de ingressos : www.fundicaoprogresso.com.br/ingressos/
Abertura da casa: 22hrs
Início do show: 0h
Capacidade: 3.000 pessoas
Tel para informações: (21)3212-0800
E-mail: [email protected]

BUNNY01

 

 

Se cadastre no nosso MAILING e fique por dentro de tudo o que está rolando aqui!

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *