Herbert Baglione continua sua série 1000 Shadows na França - MISTURA URBANA

Herbert Baglione continua sua série 1000 Shadows na França

Making of - foto de William Baglione
Making of – foto de William Baglione

Não precisamos nem falar o quanto somos fãs do Herbert Baglione, aqui no Mistura Urbana. O cara é mestre.

Tempos atrás contamos pra vocês sobre o projeto “1000 Shadows” do artista, que ganhou a mídia internacional, quando pintou suas sombras em um hospital psiquiátrico abandonado, em Parma, na Itália. (veja AQUI)

Em sua mais recente viagem ao velho continente, Herbert fez questão de explorar, como fez na Itália, lugares onde nunca havia trabalhado e deixado sua marca.

E melhor do que a gente te contar, é o próprio Herbert dissertar sobre o projeto e suas mais recentes interferências, dessa vez na França:

HERBERT B HOPITAL-008
Photo by Alex Giraud

Tenho feito as sombras desde 1999, período em que começava também a fotografar com uma câmera analógica Nikon FM10. Nessa época, a minha ideia de explorar a fotografia ia além do simples registro e catalogação do meu trabalho artístico, a intenção era potencializar a forma de olhar e interpretar a pintura inserida em diferentes ambientes.

Mas foram necessários 15 anos para que a ideia das sombras deixasse de ser um elemento solto na minha extensa linha de trabalhos para, então, virar um projeto. Em julho de 2013 pintei as sombras em um Hospital Psiquiátrico abandonado na cidade de Parma na Itália e, assim, nascia ali o projeto 1000 Shadows.

HERBERT B HOPITAL-022
Photo by Alex Giraud

A interferência artística com as sombras muda de acordo com os lugares onde elas são inseridas, assim como muda a interpretação externa a partir da imagem observada e isto é muito interessante.

Tenho particular interesse na busca de lugares que nunca havia trabalhado antes, como por exemplo um Jardim do Século XVII na cidade de La Rochelle, ruínas, a Igreja do século XVI na cidade de Celles Sur Belle e o subterrâneo de um complexo hospitalar na cidade de Niort.

A leitura desses lugares me permite levar a sombra para uma direção única e que geralmente alimenta e amplia o campo de discussão, pois traz luz ao ambiente abandonado e por isso coloquei o nome desta série de “O caminho que a alma faz”. A ideia do nome partiu de uma conversa que tive com meu irmão (William Baglione) sobre os lugares a serem feitos as instalações, é como se a alma estivesse deixando um rastro invisível nestes lugares.

Photo by Alex Giraud
Photo by Alex Giraud

Confira algumas fotos do seu mais recente trabalho e não deixe de conferir depois as imagens do seu projeto 1000 Shadows no hospital psiquiátrico abandonado em Parma, Itália, clicando AQUI.

1000shadows celles-017
Photo by Alex Giraud
Photo by Alex Giraud
Photo by Alex Giraud

 

1000shadows celles-031
Photo by Alex Giraud
1000shadows celles-037
Photo by Alex Giraud
1000shadows celles-040
Photo by Alex Giraud
1000shadows celles-043
Photo by Alex Giraud
HERBERT B HOPITAL-002
Photo by Alex Giraud
HERBERT B HOPITAL-004
Photo by Alex Giraud
HERBERT B HOPITAL-013
Photo by Alex Giraud

 

ENGLISH VERSION

We don´t need to say how much we are fans of Herbert Baglione, here at Mistura Urbana. The guy is a master.

Long ago we told you about the artist´s project “Shadows 1000”, who gained international media when he painted his shadows in an abandoned psychiatric hospital in Parma, Italy.

In his most recent trip to the “old continent”, Herbert was keen to explore, as it did in Italy, places where never worked and to leave hisr mark.

And better than we telling you, is Herbert himself speaking about the project and his most recent interference, this time in France:

I have been doing the shadows since 1999, during which period also began shooting with a Nikon FM10 analogic camera. At that time, my idea of ​​exploring photography went beyond the simple registration and cataloging of my artwork, the intent was to enhance way of looking at it and interpreting the painting inserted in different environments.

But it took 15 years for the idea of the shadows to stop being a loose element in my extensive line of work for, and to turn into a project. In July 2013 I painted the shadows in an abandoned psychiatric hospital, in the town of Parma in Italy, and thus the project 1000 Shadows was born.

The artistic interference with shadows changes according to the places where they are inserted, as well as the external interpretation from the image, and this is very interesting.

I have particular interest in finding places I have never worked before, such as a Garden from the seventeenth century, in the city of La Rochelle, ruins, a Church from the sixteenth century in the town of Celles Sur Belle and an underground hospital complex in Niort.

The “reading” of these places allows me to take the shadow to a unique path, which usually feeds and broadens the discussion because it brings light to the abandoned environment, and so I put the name of this series as “The path that the soul takes.” The idea for the name came from a conversation I had with my brother (William Baglione) about the places to do these installations. It is as if the soul is leaving an invisible trail on these places.

Check out some photos of his most ecent work!

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com

2 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. Interessante.

    Enio / Responder
  2. […] soturnas e derretidas que estamparam um hospital psiquiátrico abandonado na Itália e uma igreja do século 16 na França em nada pareciam com com o movimento orgânico cheio de texturas que coloriu a casa dos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *