Robin Williams: Cada pessoa engraçada esconde uma alma torturada? - MISTURA URBANA

Robin Williams: Cada pessoa engraçada esconde uma alma torturada?

image

A maioria de nós acha que pessoas engraçadas, francas, confiantes não tiram suas próprias vidas. “Simplesmente não faz sentido. Eles estão rindo e fazem os outros rir o tempo todo. Eles são muito alegres“, pensamos. Mas, às vezes, enquanto eles parecem felizes por fora, eles apenas mascaram o seu “inferno interior”. Esse inferno, a depressão, é uma enfermidade grave e silenciosa. E perder um ícone artístico como Robin Williams traz mais luz neste assunto.

Infelizmente, precisamos agradar as pessoas porque moramos em sociedade. Às vezes não queremos que outros vejam o nosso verdadeiro eu porque temos medo de que não gostem de nós, outras vezes só queremos preencher um vazio e distrair as pessoas para que elas não saibam o desespero profundo que sentimos. Comediantes, mais do que ninguém, sabem deste assunto e talvez seja por isso que querem fazer todo mundo rir quando não se sentem bem.

Ao longo da história, muitos comediantes alegaram ter depressão, terem lutado com transtornos maníacos ou terem contemplado o suicídio. Não há espaço suficiente neste artigo para nomear todos, mas só para citar alguns: o humorista Fausto Fanti —do grupo Hermes e Renato—, o comediante inglês Stephen Fry, a estrela da televisão americana Groucho Marx, o protagonista da Little Britain, David Walliams, Chico Anysio, entre outros. Tristemente, o ator Robin Williams foi o último ator que entrou para a lista, depois de se suicidar na segunda-feira em sua casa na Califórnia, nos Estados Unidos.

Mas são os mestres do riso realmente propensos à depressão e ao suicídio? Os comediantes são psicologicamente diferentes das pessoas “comuns”? Parece que há uma possível ligação entre distúrbios psicológicos e a capacidade de gerar comédia segundo o British Journal of Psychiatry. O pensamento maníaco pode inspirar ideias “out-of-the-box” pelas quais Robin e outros comediantes são conhecidos. Além disso, o estudo afirma que os pensamentos maníacos podem ajudar aos comediantes a combinar ideias para formar conexões novas, originais e bem-humoradas. Parece que estamos falando da chave para uma boa piada, né?

Por outro lado, em janeiro, pesquisadores da Universidade de Oxford publicaram os resultados de um estudo em que participaram 523 comediantes do Reino Unido, dos Estados Unidos e da Austrália. “Descobrimos que comediantes têm um perfil de personalidade um tanto contraditório. Por um lado, eles eram bastante introvertidos, depressivos e por outro, eles são bastante extrovertidos e cheios de manias. Talvez a comédia —o lado extrovertido— seja uma forma de lidar com o lado depressivo. Mas, claro, isso não vale para todo comediante“, diz Gordon Claridge, do Departamento de Psicologia Experimental de Oxford.

Então, enquanto a conexão entre a depressão e a comédia certamente não é 100% clara, nem todos os comediantes passam por dificuldades assim, os estudos mostram que os estes tipos de artistas apresentam certos traços de personalidade que podem significar uma pré-disposição a algum tipo de doença mental subjacente, que pode conduzir a depressão, abuso de álcool ou de substâncias.

O caso de Robin Williams parece confirmar a hipótese. Ele finalmente sucumbiu à depressão, décadas depois que ele parecia ter encurralado seus piores demônios, incluindo o vício das drogas. Aparentemente, enquanto ele nos fazia refletir e rir com seus personagens e ensinamentos mais profundos por trás da Sociedade dos Poetas Mortos ou Patch Adams, isso não foi de muita ajuda em sua própria vida. Mas isso é talvez a misteriosa ironia do ser humano e ainda famoso. Quando um pensa que tem tudo —fama, grana, viagens, família—, ainda assim pode não preencher o vazio no seu peito.

10403603_10152368799196312_6842151598091749882_n

Comments

comments

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. 27 fotos engraçadas de gatos que se parecem com alguma pessoa
    http://www.mestresabe.com/2017/07/27-fotos-engracadas-de-gatos-que-se.html

    Mestresabe / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *