OSGEMEOS na Bienal de Vancouver - MISTURA URBANA

OSGEMEOS na Bienal de Vancouver

Foto: OsGemeos
Foto: OsGemeos

Os irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo encerraram a exposição que rolou em São Paulo recentemente, onde 60 mil pessoas foram até a Galeria Fortes Vilaça para conferir “A Ópera da Lua”, que foi um sucesso. Agora a dupla de grafiteiros já está em Vancouver, no Canadá, onde apresentarão um grande mural na bienal, que incentiva a arte em espaços públicos, transformando-os em museus a céu aberto.

A Vancouver Biennale acontece entre 2014 e 2016. Os artistas vão criar um mural 360º, com 20 metros de altura e mais de 2.000 m² será criado pelos artistas em seis gigantescos tonéis, ao lado dos célebres Public Market (Mercado Público), Emily Carr University (Universidade Emily Carr) e False Creek, pequena enseada que separa o centro do restante da cidade. A região atrai mais de 10,5 milhões de visitantes por ano.

O primeiro desafio dos artistas foi encontrar um suporte que fosse além do convencional. “A proposta da Bienal tem uma forte conexão com esculturas, então optamos por um espaço no qual a pintura pudesse se transformar, criando um diálogo entre os mundos bidimensional e tridimensional”, explicam OSGEMEOS. De acordo com eles, outro objetivo do projeto é levar os personagens a Vancouver, a fim de dividir perspectivas e culturas e estabelecer uma conexão com as pessoas que frequentam a região, integrando a obra ao cenário.

O False Creek influenciou na escolha da localização. “Para nós, a água age como uma veia, porque simboliza vida e está muito presente em nosso trabalho”, afirma a dupla. Além disso, a região é muito procurada em Vancouver pelos praticantes de esportes náuticos, como canoagem, e pelos próprios moradores, para lazer e passeios de barco.

Segundo Barrie Mowatt, presidente e fundador da Vancouver Biennale, o mural se tornará uma das obras públicas mais icônicas da história. “OSGEMEOS já exibiram em algumas das instituições de arte mais prestigiadas do mundo, como o Tate Modern e o Museum of Contemporary Art de Los Angeles. Estamos orgulhosos em receber seu primeiro trabalho no Canadá”.

Com o novo mural, os brasileiros integrarão o grupo de artistas internacionais que participaram da Bienal de Vancouver, como Ai Weiwei, Andy Goldsworthy, Vik Muniz e Jonathan Borofsky. Reconhecidos e admirados nacional e internacionalmente, realizaram inúmeras mostras individuais e coletivas em museus e galerias de diversos países, como Cuba, Chile, Estados Unidos, Itália, Espanha, Inglaterra, Alemanha, Lituânia e Japão.

foto por: noticias.bol.uol.com.br
foto por: noticias.bol.uol.com.br

Sobre a Bienal de Vancouver

A Vancouver Biennale é uma organização sem fins lucrativos, que incentiva a arte em espaços públicos. Cada exposição transforma a paisagem urbana em um museu a céu aberto, facilitando e inspirando experiências culturais onde as pessoas vivem, trabalham, transitam e se divertem. A Bienal apresenta artistas contemporâneos que representam diferentes perspectivas culturais e disciplinas artísticas, incluindo esculturas, novas mídias, performances e filmes. O objetivo é usar a arte para criar um catalisador de aprendizagem, envolvimento com a comunidade e ações sociais.

Para saber mais aqui.

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *