Monokini 2.0 :: maiôs estilosos e vanguardistas para mulheres que tiveram câncer de mama - MISTURA URBANA

Monokini 2.0 :: maiôs estilosos e vanguardistas para mulheres que tiveram câncer de mama

Elina

De tempos em tempos a gente encontra alguém que cria algo absolutamente lindo para pessoas que tiveram a falta de sorte de ter alguma doença ou deformidade. Afinal não é por que estas pessoas não tem, ou deixaram de ter, o formato “padrão” (foco nas aspas) que um mundo de ações e produtos sensacionais não podem ser criados única e exclusivamente para elas, né?

Valendo lembrar das próteses incríveis do The Alternative Limb Project (veja AQUI), da campanha “Because who is perfect?” (veja AQUI) ou do projeto P.INK que transformam as cicatrizes das mastectomias em tatuagens (AQUI).

Algum tempo atrás trombei com esse outro projeto, o Monokini 2.0, que cria roupas de banho para mulheres que passaram pela mastectomia. A iniciativa foi criada na Finlândia, após uma das idealizadoras do projeto, Elina Halttunen, ter tido câncer e, por anos ter procurado uma roupa adequada para nadar, sem muito sucesso.

Ela uniu-se então as estilistas Katriina Haikala e Vilma Metteri, e outros designers, para criarem modelos diferentes que não escondem as cicatrizes.

Usando o slogan “Quem disse que você precisa de dois?”, o projeto está arrecadando dinheiro por crowfunding (aqui), para finalmente criar a moda praia voltada para as sobreviventes que não tem nada a esconder.

Confira fotos e se seu coração mandar.. doe! :)

1-Monokini 2-Monokini 5-Monokini 6-Monokini 8-Monokini 9-Monokini Elina Marjaana_monokini2 Sirpa_monokini2 Solja_monokini2

via huffingtonpost

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. […] 2.0, uma série de maiôs estilosos e vanguardistas para mulheres que tiveram câncer de mama (veja AQUI) e outro sobre o The Alternative Limb Project, que cria próteses estilizadas que são verdadeiras […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *