Mostra SALVE do artista Marcelo Cipis na Galeria Emma Thomas - MISTURA URBANA

Mostra SALVE do artista Marcelo Cipis na Galeria Emma Thomas

unnamed

A partir do dia 14 de junho, a Galeria Emma Thomas recebe a exposição “Salve” do artista Marcelo Cipis que reúne desenhos, pinturas e esculturas inéditas. As obras traduzem os temores e anseios em referência à arte e mostra seu olhar crítico sobre a relação que o artista precisa manter com o mercado. É um cartão de visitas do artista, a partir da narrativa que aborda seus desenhos e conflitos em tons bastante irônicos.

As obras contam, também, com uma clara inspiração nos universos do marketing, da promoção e da publicidade. Tudo isto permeado com uma visão metalinguística que leva em conta seus conflitos mais profundos, como o do olhar do outro em relação ao seu trabalho, visto, por exemplo, através das obras Um Olhar Feminino e um Olhar Maroto Sobre a Exposição de Marcelo Cipis. A exposição culmina em um buraco negro de seu próprio processo: 316 desenhos de Cipis lacrados.

Sobre o artista

Marcelo Cipis nasceu em São Paulo em 1959 e estudou arquitetura na FAU-USP. Em 1980, começou a atuar como artista plástico em salões e exposições coletivas. Em 1988, realizou sua primeira exposição individual na Galeria Documenta. Outras individuais se seguiram: na Galeria Kramer, em 1989, no atelier Frederico Steidel , em 1990, na Casa Triângulo, em 1988, na Galeria Virgílio, em 2004. Participou da 21ª Bienal Internacional de São Paulo em 1991, com a instalação “Cipis Transworld”. Neste trabalho, curiosamente, ele cria numa peça publicitária utilizando seu nome como marca, uma ironia à comercialização da arte e à própria publicidade.

Em 1999, lançou seu primeiro livro como autor, “530g de ilustrações”, pelo Ateliê Editorial. Em 2013, Cipis foi indicado ao Prêmio PIPA e realizou exposições no Centro Cultural São Paulo e na FUNARTE em São Paulo.

Sua obra recebeu grande influência de seu trabalho como ilustrador e, a partir de sua primeira exposição individual, em 1988, passou a se utilizar de imagens que circulam nos meios de comunicação: propagandas, histórias em quadrinhos, ilustrações, logotipos e imagens da história da arte, deslocando-as de seu contexto original. Esta característica aliada à ironia e metalinguagem, são alguns dos pilares da obra do artista.

Serviço

“Salve!” por Marcelo Cipis @ Galeria Emma Thomas
Abertura: 14 de junho, sábado, às 13h
Período expositivo: de 14 de junho a 12 de julho
Rua Estados Unidos, 2205, Jardins – São Paulo
Segunda a sexta das 11h às 19h, sábados das 11h às 17h
Entrada gratuita/ Livre
Mais informações aqui.

unnamed-1

unnamed-2

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *