Warning: mysql_query(): Access denied for user ''@'localhost' (using password: NO) in /home/misturaurbana/public_html/wp-content/plugins/simple-newsletter-signup/simple-newsletter-signup.php on line 75

Warning: mysql_query(): A link to the server could not be established in /home/misturaurbana/public_html/wp-content/plugins/simple-newsletter-signup/simple-newsletter-signup.php on line 75

Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/misturaurbana/public_html/wp-content/plugins/simple-newsletter-signup/simple-newsletter-signup.php on line 76
Mostra em NYC exibe a trajetória do graffiti - do vandalismo à arte - MISTURA URBANA

Mostra em NYC exibe a trajetória do graffiti – do vandalismo à arte

city_as_canvas7

Assim como no Brasil, o movimento do graffiti em Nova York passou por transformações diversas, da marginalização com a pixação até chegar no conceito de arte urbana foram anos de histórias. Do surgimento como um movimento “ilegal”, que deixava marcas e formas em vagões de metrô, trens e fachadas de prédios até sua explosão em 1970, a exposição “City as Canvas: Graffiti Art from the Martin Wong Collection” (“Cidade como Tela: Arte em Grafite da Coleção de Martin Wong”) exibe essa trajetória até o dia 24 de agosto no Museum of the City of New York.

Ao lado do hip hop, o graffiti não apenas transformou a paisagem da cidade, mas teve impacto visível até hoje na música, na moda e na cultura popular. Wong começou a colecionar obras quando essas ainda eram consideradas “poluição visual” por muitos. Em 1994, ele doou sua coleção ao museu.

Hoje em dia o graffiti é muito mais valorizado e desperta reações apaixonadas que continuam fascinando moradores e turistas. A história do movimento e de como passou de “vandalismo” a arte é contada através de 150 obras de diversos artistas tais como: CEY (Cey Adams), DAZE (Chris Ellis), FUTURA 2000 (Leonard McGurr), Keith Haring, LADY PINK (Sandra Fabara), LEE (Lee Quiñones) e vários outros.

“A exposição oferece uma janela para as origens do movimento do grafite, que começou como atividade ilícita e evoluiu para uma forma de arte que desencadeou um fenômeno mundial”, diz o curador, Sean Corcoran.

Mais informações aqui

via

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *