LOOK UP :: desligue o celular e redescubra a vida - MISTURA URBANA

LOOK UP :: desligue o celular e redescubra a vida

image1

‘Look Up’ é um vídeo falado para a geração online, uma lição ensinada para a gente através de uma história de amor em um mundo onde insistimos em tornar nossas vidas mais fáceis nos conectando com as pessoas através de meios digitais ao invés de pessoalmente.

Quantas vezes você não saiu com amigos ou encontrou com alguém que passou mais da metade do tempo mexendo no celular? O quanto as pessoas estão deixando de viver a vida real por gastarem seu tempo com a ilusão de que estando conectados com centenas de “amigos” isso sim é viver e compartilhar momentos e experiências?

Desligue seu celular, desligue seu computador. Viva a vida de verdade.

Para quem não entende inglês 100% eu traduzi o que ele fala no vídeo, o texto você pode encontrar logo depois do player.

Assista e pense a respeito. A vida é muito mais do que quantos LIKES você consegue num post no Facebook!

:)

Eu tenho 422 amigos e mesmo assim me sinto sozinho.
Eu falo com  todos eles todos os dias mas nenhum deles realmente me conhece.
O problema que eu tenho fica no entre-espaço
Olhando em seus olhos ou para seus nomes na tela.
Eu dei um passo para trás e abri meus olhos
Eu olhei em volta e percebi
Que essa mídia que chamamos de social é tudo, menos social
Quando abrimos nossos computadores são nossas portas que fechamos.
Toda esta tecnologia que temos é apenas uma ilusão.
Comunidade, companheirismo e um senso de inclusão
Quando você se afasta deste dispositivo de ilusão
Você acorda e enxerga um mundo de confusão
Um mundo onde somos escravos da tecnologia que dominamos
Onde a informação é vendida por algum bastardo rico e ganancioso
Um mundo de interesse próprio, auto-imagem, auto-promoção
Onde todos nós compartilhamos nossas melhores partes, mas deixamos de fora a emoção
Nós somos mais felizes com uma experiência que compartilhamos
Mas seria o mesmo, se ninguém estivesse lá?
Esteja lá para os seus amigos e eles vão estarão lá pra você também
Mas ninguém estará presente se apenas uma mensagem em grupo bastar
Nós editamos e exageramos, ansiamos pela bajulação
Fingimos não perceber o isolamento social
Nos colocamos nossas palavras em ordem até nossas vidas estarem brilhando
Nós nem sabemos se tem alguém escutando
Estar sozinho não é o problema, me deixe enfatizar
Se você está lendo, pintando ou exercitando-se
Você está sendo produtivo e presente e não reservado e recluso
Você está acordado e atento e usando bem o seu tempo
Então, quando você estiver em público e você começar a sentir-se sozinho
Coloque as mãos atrás da cabeça, e afaste-se do telefone
Você não precisa olhar para o menu ou a sua lista de contatos
Basta falar com o outro, aprender a coexistir
Eu não suporto ouvir o silêncio em um trem lotado
Quando ninguém quer falar por medo de parecer louco
Estamos nos tornando insociáveis, nada nos satisfaz
Não falar com ninguém e nem olhar nos olhos de alguém
Estamos cercados por crianças que desde que nasceram
Viram-nos viver como como robôs e acham que isso é normal
Não é muito provável que você vaá ser o melhor pai do mundo
Se você não consegue divertir uma criança sem usar um iPad
Quando eu era criança eu nunca estava dentro de casa
Estava do lado de fora com meus amigos, andando de bicicleta
Eu tinha buracos nas calças e esparadrapos nos meus joelhos
Ou estava construindo nosso clube em casas nas árvores
Agora os parques estão silenciosos e isso me deixa arrepiado
Não ver crianças do lado de fora e os balanços parados
Não tem ninguém pulando, brincando de amarelinha
Somos uma geração de idiotas, de telefones inteligentes e pessoas burras
Então desvie o olhar do seu telefone, desligue a tela
Absorva o que está em sua volta, aproveite mais o dia de hoje
Apenas uma conexão, é tudo que você precisa
Para te mostrar o quanto “estar lá” pode fazer a diferença
Esteja lá no momento em que ela te der aquele olhar
Que você irá lembrar para sempre quando o amor aconteceu
A primeira vez que ela segurou a sua mão ou o primeiro beijo nos seus lábios
A primeira vez que não concordaram com algo mas que você a amou por inteiro
Aquela vez que você não precisou contar para centenas de pessoas o que você acabou de fazer
Por que quis compartilhar aquele momento com apenas aquela pessoa
Aquela vez que você vendeu seu computador para comprar um anel
Para a garota dos seus sonhos que agora é de verdade
A vez que você quis começar uma família e o momento em que
Você segurou sua garotinha no colo pela primeira vez e se apaixonou novamente
As vezes que ela te manteve acordado a noite enquanto tudo o que você queria era descansar
E a vez que enxugou suas lágrimas quando seu bebê deixou o ninho
A vez que sua filha voltou para casa com um garotinho para você segurar
E a primeira vez que ele te chama de Vovô e você se sente velho
O momento que você aprecia tudo que realizou, por que prestou atenção na vida
E como você se sente feliz de não ter gasto ela olhando para uma invenção
A vez que você segurou a mão da sua esposa e sentou ao seu lado na cama
Você diz para ela que a ama e dá um beijo em seu rosto
Ela então sussurra para você calmamente enquanto seu coração bate pela última vez
Que ela tem muita sorte que foi parada na rua por um garoto perdido
Mas nenhum desses momentos aconteceu realmente. Você nunca teve nada disso
Quando você está ocupado demais olhando para baixo, você não vê as chances que perde
Então desvie o olhar do seu telefone, desligue a tela
Temos uma existência finita, um número definido de dias
Não gaste sua vida preso na rede
Por que quando o fim chegar, nada é pior do que o arrependimento
Eu também sou culpado de fazer parte desta máquina
Este mundo digital onde somos ouvidos mas não somos vistos
Onde digitamos enquanto falamos e lemos enquanto conversamos
Onde passamos horas juntos sem fazer contato visual
Então não se submet a uma vida onde você segue o hype
Dê amor para as pessoas, não as dê o seu “like”
Desconecte-se da necessidade de ser ouvido e ser definido
Saia parao mundo e deixe as distrações para trás
Desvie o olhar do seu telefone, desligue a tela
Pare de assistir este vídeo e viva a vida de forma real.

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. […] Se você mora em Sampa e não fica o tempo inteiro olhando pro seu celular, ao invés de enxergar o que acontece em volta, com certeza já deve ter visto por aí os Rolinhos.  (se nunca viu por que não para de olhar pro maldito smartphone, clique AQUI urgente) […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *