Rolês fora do “circuito turístico chacota” pra se fazer na Chapada Diamantina - Bahia - MISTURA URBANA

Rolês fora do “circuito turístico chacota” pra se fazer na Chapada Diamantina – Bahia

Foto: Arquivo pessoal Natt Naville
Foto: Arquivo pessoal Natt Naville

A primeira vez que tive a oportunidade de conhecer a Chapada Diamantina, que fica localizada na Bahia a 6 horas de Salvador foi em 2010. Uma das minhas melhores amigas, a jornalista Thais Castilho vive lá há 8 anos, e não foi difícil me apaixonar por um lugar mágico, rodeado de montanhas, cachoeiras incríveis. Mas, não é só de paisagem que o paraíso se sustenta. Lençóis, que é a maior cidade da Chapada, tem cerca de 6 mil moradores, fica no meio do vale, cheio de casas coloridas e uma gente querida.

Esse lugar também é cheio de restaurantes bacanas, programação fervente e claro, os muitos passeios pelos vales encantados, o qual eu carinhosamente chamo de “Pandora”. A seguir, algumas dicas minhas e da Thais, que você não pode deixar de fazer quando estiver por lá:

1- Feira

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

Fazer feira ou simplesmente dar uma volta na feira da cidade. Tem passeio mais normal do que esse? Bom, é na feira que conhecemos as pessoas locais, os ingredientes regionais e mais do que isso, o modo com que as pessoas vivem. Pode parecer besteira, mas se você mesmo que não tenha alugado uma casa, que esteja em uma pousada e não queira cozinhar, saiba que pode ir tomar um café da manhã na feira, saborear uma tapioca, um suco especial e no mínimo fazer novas amizades. A Feira em Lençóis acontece toda segunda a partir das 6 da manhã às 12h. Depois da feira tem almoço de comida típica, cozido de legumes com carne, galinhada, entre outras opções.

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

2- Comida Regional

Foto: guiachapadadiamantina.com.br
Foto: guiachapadadiamantina.com.br

Quando você visita um lugar, você precisa conhecer a comida desse lugar. E na Chapada Diamantina, é a oportunidade perfeita para você experimentar algumas delícias, como o Godó de banana, que é um ensopado feito com carne de sol e banana verde, que acompanha arroz, feijão, farofa, salada e também o cortado de Palma, que é um cacto muito conhecido no sertão nordestino e que é bastante utilizada para a alimentação do gado e também humana. Na Chapada Diamantina, ela vem em pratos típicos, é servida refogada e picada em pequenos cubos, acompanhada de carne sol, ensopado de carneiro, galinha caipira, feijão e arroz.

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

Restaurante Absolutu: Rua 10 de novembro, 22, centro (75) 3334-1559

3- Mel Nativo

Foto: guiachapadadiamantina.com.br
Foto: guiachapadadiamantina.com.br

Um dos principais produtos da Chapada Diamantina é o mel orgânico. A Associação de Apicultura do Vale do Capão possui certificado para produção de orgânicos e foi premiada nacionalmente. O mel Flor Nativa, produzido pela associação, pode ser encontrado também em cidades como Salvador, São Paulo e Brasília. Informações: flor.nativa.blog.uol.com.br

4- Conhecer o processo artesanal de produção da cachaça

Foto:clicacampinas.com.br
Foto:clicacampinas.com.br

A Chapada Diamantina é produtora de uma das melhores cachaças do país. A bebida é exportada para diversos países e pode ser provada em bares e restaurantes da região. As principais marcas são a Cachaça Abaíra e a orgânica Serra das Almas. Em alguns lugares onde são produzidas, como em Abaíra e Rio de Contas, é possível visitar os alambiques na zona rural e conhecer a produção tradicional e artesanal da bebida. Informações: www.cachacaabaira.com

5- Festa de São João

Foto: ibitv.com.br
Foto: ibitv.com.br

Uma da festas mais tradicionais é a de São João que acontece no dia 23 de junho. Fogueiras iluminando toda a cidade, bandeirolas colorindo as ruas, música e os tradicionais quitutes fazem dessa celebração, um período muito especial. No dia do Santo, considerado o protetor dos casados e dos enfermos, Lençóis fica movimentada, não só dos locais, mas dos turistas que vão aproveitar a data.

6- Produção de cafés especiais

Foto: Arquivo pessoal Natt Naville
Foto: Arquivo pessoal Natt Naville

São Benedito Cafeteria – Lençóis (75) 3334-1834

A Chapada Diamantina possui uma produção reconhecida de café gourmet e especial, categorias da bebida e dos grãos considerados de alta qualidade. O motivo deve-se, principalmente, à altitude acima dos 1300 m, a maior do país para a produção de café, e ao clima ameno da região, ideal para o desenvolvimento da cultura. Já o município de Ibicoara, além do cultivo do produto de excelência, utiliza técnicas orgânicas que priorizam a preservação do meio ambiente.

7- Turismo de aventura

Foto: clickfozdoiguacu.com.br
Foto:
clickfozdoiguacu.com.br

Se você curte escalar, fazer trekking, rapel, tirolesa, flutuação, canoagem, bike, passeio a cavalo, quadriciclo você vai pirar com as mil opções de lazer e esporte que a Chapada oferece. E mais, praticar qualquer uma dessas atividades em meio à natureza exuberante vai te deixar ainda mais feliz e entusiasmado. Na cidade de Lençóis você encontra muitas opções em agências que oferecem todas essas atividades.

8- Cidades e Vilas: Vale do Capão, Igatu

Se você não é tão fã de esportes de aventura, você pode aproveitar esse paraíso de outras maneiras, seja passeando, fazendo caminhadas mais leves e visitando cidades históricas. A Chapada Diamantina é enorme e você precisa ir muitas e muitas vezes para conhecer todos os lugares. Mas, separei três cidades que você não pode deixar de conhecer.

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

O Vale do Capão é um pequeno e lindo vilarejo em meio às montanhas que fazem parte do Parque Nacional da Chapada Diamantina. É lá que fica a Cachoeira da Fumaça, o principal atrativo do Vale. No Capão, você encontra hippies, gente do mundo todo, místicos, turistas, aventureiros. E algo muito legal, é a cultura circense desse lugar.

9- Circo do Capão

Foto: festivaldiamantinodecirco.blogspot.com.br
Foto: festivaldiamantinodecirco.blogspot.com.br

Quando se fala em atividades culturais, o Circo do Capão é um dos lugares mais completos da Chapada Diamantina. Ele funciona como escola de diversas linguagens artísticas e ao mesmo tempo como um centro cultural. As oficinas vão desde perna-de-pau até frevo e maracatu, com grupos formados por crianças do povoado, moradores e turistas. Além disso, ao longo do ano, são organizados eventos para todas as idades, como shows de jazz, peças teatrais e, claro, as apresentações circenses.

Foto: www.guiachapadadiamantina.com.br
Foto: www.guiachapadadiamantina.com.br

Igatu é um lugar que considero como um cenário de filme. Os casarios históricos de pedra do séc XIX dão um charme à essa pequena cidade com pouco mais de 400 habitantes. O local é composto também por ruínas, tem vistas impressionantes para os Vales do Pati e do Rio Paraguaçu e nos últimos anos tem sido muito procurada por escaladores para a prática da escalada e do boulder.

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

10- Vale do Pati

O Pati fica escondido no meio do Parque Nacional da Chapada Diamantina, entre os municípios de Andaraí e Mucugê. O roteiro mais procurado possui duração de cinco dias, com caminhada média de 80 km. A trilha pode começar no Vale do Capão e terminar em Andaraí, passando pelos Gerais do Vieira, Gerais do Rio Preto, Morro do Castelo e Cachoeirão, que possui mais de 150 metros de desnível. Ela se caracteriza por caminhadas em extensas áreas planas, porém com alguns momentos de subidas e descidas íngremes e passagens por leitos de rios. Quem faz essa trilha diz que, além de ser deslumbrante, ela proporciona momentos de reflexão e auto conhecimento.

Arquivo pessoal: Guilherme Frota
Arquivo pessoal: Guilherme Frota

11- Por do sol no Morro do Pai Inácio

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

Eu já tive a oportunidade de ver o entardecer de lugares incríveis pelo mundo, mas esse do alto do Morro do Pai Inácio, sem dúvida é um dos mais lindos. E não é à toa, que toda vez que estou por lá, não deixo de fazer esse roteiro. Ele fica a 1.120 metros de altitude e tem uma vista panorâmica da Chapada que é de tirar o fôlego. São 360 graus de paisagem mágica. A subida tem 300 metros, mas não é uma trilha difícil, qualquer um pode fazer, e a medida que você vai subindo vai sentindo mais paz, em meio ao silêncio, ao vento e as imensas formações rochosas. Sem dúvida, uma experiência inesquecível!

12- Pantanal de Marimbus

Foto: olharesuol.com.br
Foto: olharesuol.com.br

Considerado o pantanal do semiárido baiano, suas águas calmas criam uma paisagem exuberante, repleta de flores aquáticas. O passeio feito de canoa ou caiaque é um dos mais recomendados para família. Existem duas opções diferentes de passeios: uma saindo de Andaraí e a outra de Lençóis.

13- Atrativos naturais

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

Por toda a Chapada Diamantina o que você mais vai encontrar é beleza natural. São tantas opções que você certamente terá que optar de acordo com o seu tempo de viagem. Abaixo, listei alguns lugares imperdíveis:

Poço Azul

É uma gruta com águas cristalinas, em que o azul vivo da água é resultado da luz do sol. É permitido nadar e realizar flutuação.

Foto: hierophant.com.br
Foto: hierophant.com.br

Poço Encantado

Foto: Gdrocha
Foto: Gdrocha

As águas são tão cristalinas que não é possível perceber onde o meio aquático começa. Possui cerca de 60 metros de profundidade e não é permitido nadar. A melhor época para visitar o poço são os meses de abril a setembro, devido ao reflexo da luz solar.

Poço do Diabo

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

É possível conhecer os dois atrativos no mesmo passeio. O Rio Mucugezinho forma diversos poços, sendo um dos destaques a cachoeira do Poço do Diabo, de 20 metros, e o seu poço profundo, ideal para nadar e praticar tirolesa ou rapel.
Localização: Município de Lençóis

Cachoeira do Buracão

Foto: ecoviagem.uol.com.br
Foto: ecoviagem.uol.com.br

Com 85m de altura, é considerada uma das mais belas da região. O diferencial está no seu cânion emoldurado por pedras folhadas e na trilha realizada à margem do rio.

Cachoeira da Fumaça

Um dos principais atrativos da Chapada Diamantina. Impressiona os visitantes pelos seus cerca de 360 metros de altura, sendo uma das maiores quedas d’água do país.

Foto: chapadatrekking.blogspot.com.br
Foto: chapadatrekking.blogspot.com.br

14- Vida noturna

E claro, em todo lugar que a gente está, precisamos nos divertir também né? Depois de aproveitar o dia, é hora também de conhecer o que é a vida noturna de cada lugar. Lençóis é uma cidade relativamente calma, mas é repleta de restaurantes gostosos, com boa comida e ótimos drinks.

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

À noite, o centro de Lençóis fica repleto de mesas e cadeiras de bares, que formam um lugar excelente para sentar com os amigos, conversar e degustar bebidas e petiscos. Entre os lugares mais famosos está a Fazendinha & Tal, bar onde os diversos sabores de cachaça são feitos artesanalmente na fazenda de George, proprietário do local. O Bodega restaurante também está na lista de ambientes agradáveis para fazer esse tipo de programa. O Bar Ba-Cana é uma novidade em Lençóis. Com ambiente acolhedor, preço acessível e sempre com múisca ao vivo.

Foto: Arquivo pessoal Natt Naville
Foto: Arquivo pessoal Natt Naville

Quer saber mais, acesse Guia da Chapada Diamantina, que é o maior divulgador da região com dicas excelentes de passeios, hospedagem, alimentação em toda a Chapada. É o melhor começo pra quem programar e planejar a sua viagem pela paraíso.

Um super obrigada para a jornalista Thais Castilho que me ajudou com essas ótimas dicas e ao Guilherme Frota por ter cedido algumas fotos de seu arquivo pessoal! E não perca tempo!!! Vá conhecer a Chapada Diamantina :)

Arquivo pessoal: Natt Naville
Arquivo pessoal: Natt Naville

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. […] coração da Bahia, cheia de belezas naturais e culturais está a Chapada Diamantina, que entra obrigatóriamente no roteiro dos amantes das aventuras e […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *