Transformando chinelo em arte - MISTURA URBANA

Transformando chinelo em arte

Em 1997, Julie Church estava conduzindo um projeto de conservação e desenvolvimento para a Reserva Marinha Nacional Kiunga, que fica no norte do Quênia, logo abaixo da Somália, e ficou horrorizada com os resíduos que eram arrastados para as praias, criando um enorme desastre ambiental. Inspirada nos brinquedos que as crianças faziam fora dos escombros com os chinelos recolhidos dos resíduos, Julie incentivou as mães da comunidade a recolher, lavar e cortar esses objetos descartados, transformando-os em peças de artesanato, ornamentos em forma de animais e bijuterias. Foi criada a Ocean Sole, uma inciativa para educar os consumidores e produtores e promover o desenvolvimento sustentável na comunidade Kiwayu.

ocean

Uma encomenda de 15000 chaveiros de tartaruga para a WWF ajudou a dinamizar a produção. De paus e espinhos, os artesãos passaram a usar miçangas e cola.
Em 2006 criaram uma enorme baleia minke de malha de arame e chinelos para o Dia do Meio Ambiente, em Mombasa, no Quênia. Em 2008 uma girafa com mais de 5 metros de altura foi enviada à Roma e exibido durante a Semana da Moda. A iniciativa recebeu reconhecimento em todo o mundo e celebra seu trabalho de desenvolvimento sustentável, já pensando num próximo passo: produzir calçados novos a partir dos restos de chinelo.

oceansole-girafa

 

oceansole6

Kenya Sandal Animals

oceansole4

oceansole2

Kenya Sandal Animals

 

A ONU estima que cada milha quadrada de oceano abriga cerca de 50.000 pedaços de plástico .

 

oceansole3

(via. The Guardian)

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *