MuBE exibe produção jovem - MISTURA URBANA

MuBE exibe produção jovem

Erika_Verzutti

O MuBE em São Paulo traz a partir do dia 01 de agosto, a exposição “Betão à Vista“, expressão lusitana que traduzida ao português brazuca significa “Concreto Aparente“. Essa mostra vai reunir uma rica produção de jovens expoentes do cenário artístico de Sampa e trata a arquitetura de Paulo Mendes da Rocha como ferramenta interpretativa da arte, levando em consideração o espaço em si e suas possibilidades de tensionar qualificações espaciais e operar como crítico de seu interior.

Participam da exposição instalações, esculturas, pinturas e fotografias, muitas delas inéditas e pensadas para o espaço, dos artistas Adriano Costa, Alberto Simon, Christoph Keller, Debora Bolsoni, Deyson Gilbert, Erika Verzutti, Layla Motta, Lucas Simões, Paulo Monteiro, Raquel Uendi e Roberto Winter.

Segundo o organizador da mostra, o artista Alberto Simon, “Betão à Vista pretende trazer fôlego à programação contemporânea na institutição, com obras de artistas de destaque na cena cultural paulista e debatendo interpenetração da arte na arquitetura e vice-versa. Desde sua inaguração, o museu tem recebido duras críticas da classe artística por disfunções do espaço cultural, que abriga eventos comerciais diversos.

Erguido em concreto aparente, com áreas expositivas abrigadas abaixo do nível da rua e jardins desenhados por Burle Marx, o Museu Brasileiro da Escultura, inaugurado em 1995, é um exemplo de arquitetura que tenta abranger a condição pública tão presente na arte contemporânea.

Serviço

Abertura: 01 de agosto de 2013, às 19h

Visitação: a partir de 02 a 18 de agosto de 2013

Mais informações aqui

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *