Breves Divagações Proletárias Pós-Feriado e Uma Playlist - MISTURA URBANA

Breves Divagações Proletárias Pós-Feriado e Uma Playlist


O Dia do Trabalho acabou e tudo voltou ao normal na vida do trabalhador: trem, ônibus, metrô, lotação, cartão de ponto, patrão, hora extra, CLT, PJ, sangue, suor e lágrimas. Mas nem tudo está mal, primeiro dia útil do mês é dia de cair o vale, que já não tinha durado o mês anterior inteiro (mas tomara que dessa vez sobre pro boteco do final do mês). Pequenas alegrias proletárias…

Engraçado é não ter trabalho no Dia do Trabalho. Mas melhor nem questionar, a ideia é boa: um feriado no meio da semana sempre cai bem pra quebrar a rotina, limpar a casa, consertar o uniforme das crianças, lavar o carro, dar banho no cachorro, visitar a família, tomar um guaraná com os amigos, cortar as unhas, fazer banho de creme pro cabelo, trocar a lâmpada queimada, fazer aquele frila pra ganhar um extrinha e fechar as contas do mês. Tem mais mês que salário sempre.

Pensando aqui, foi ruim não ser na quinta-feira o feriado pra emendar logo com a sexta e o final de semana. Mas ainda bem que tem só mais amanhã… E enquanto o depois-de-amanhã não chega pro trabalhador “descansar” novamente, bóra confortar a alma com som. Enquanto trabalha. E rala. E sua. Quem sabe ter um pouco de sossego no futuro. Ah, sossego… Isso eu bem queria!

Ouça a playlist aqui no Grooveshark.

Ensaboa, Mulata – Cartola
Pedro Pedreiro – Chico Buarque
Cidadão – Zé Ramalho
A Bola Do Jogo – Mundo Livre S/A
Sossego – Tim Maia
O Céu – Eddie
Classe Operária – Tom Zé
Música de Trabalho – Legião Urbana
Primeiro De Maio – Milton Nascimento
Brincadeira de Roda – Elis Regina

*A imagem que ilustra o post é a obra Operários (1933), de Tarsila do Amaral.

 

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *