Vale do Graffiti na Chapada Diamantina - MISTURA URBANA

Vale do Graffiti na Chapada Diamantina

Divulgação Oxente Bahia

 

O projeto “Vale do graffiti“- Intervenção Visual e Ecoarte leva a partir de hoje até a Chapada Diamantina, na Bahia, as artes visuais com motivos ecológicos através do artista visual baiano Eder Muniz, com oficinas e intervenções visuais para estudantes das escolas de Lençóis e Vale do Capão, em Palmeiras.

As oficinas também tem tudo a ver com a questão ambiental, porque o trabalho do artista visual é focado na natureza, até porque quem conhece a Chapada Diamantina, sabe o paraíso que é, e nada mais importante do que unir uma atividade cultural e lúdica para aprender questões que vão contribuir para um maior respeito ao meio ambiente. Em seus trabalhos, Eder explica que há um conflito humano nas obras, em unir a natureza e os conflitos da própria existência.

O evento acontece a partir de hoje e vai até 27 de abril, e o objetivo dessa iniciativa tão bacana é promover através dessa arte, ações culturais para que os alunos possam criar juntamente com o artista, além de aprender as técnicas e tudo que envolve esse universo tão colorido. O projeto é realizado pela fotógrafa Maíra do Amaral, com produção da Cambuí Produções e apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), do Fundo de Cultura da Bahia e do Governo da Bahia.

Sobre o artista:

Ativo nas ruas de Salvador há mais de 15 anos, Muniz desenvolveu sua arte de modo autodidata, experimentando com o spray nas ruas da cidade. O cenário da arte de rua mudou aos seus olhos quando começou a desenvolver técnica misturando arte plástica e graffiti.

Muniz incorpora ao seu trabalho figuras humanas, animais e a diversidade do abstrato e o surreal. Nessa mistura ele dialoga com a cidade e seu meio, o equilíbrio entre a natureza e seres humanos de maneira poética simples e singular.

 

(Foto: Eder Muniz, artista visual / fotografado por Maíra do Amaral)

Comments

comments

Natt Naville

Natt Naville

Veja todos os posts

Natt Naville é jornalista e gosta de tudo que envolve o universo da comunicação. Entre palavras e histórias: Música. Música para tocar, para ouvir e dançar. Editora do Mistura Urbana, gosta de criar, recriar e se reinventar. Vive no paraíso azul da Grécia.

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *