Os autorretratos de Kyle Thompson - MISTURA URBANA

Os autorretratos de Kyle Thompson

Kyle Thompson

 

O fotográfo autodidata Kyle Thompson é de Chicago, ele tem fascínio por casas abandonadas e florestas vazias, locais onde a maioria de suas fotografias acontece. Especialista em auto-retrato, seu trabalho é principalmente composto por eles. Kyle projeta mundos surreais com a finalidade de representá-los e descreve suas imagens como ‘Fotografia Conceitual Surreal

 

Kyle Thompson

 

Seu amor pelo ar livre surgiu a partir de seu desgosto pelos subúrbios onde cresceu, ele diz que “os subúrbios são uma realidade falsa e construída.”

O fotográfo também é conhecido por usar efeitos de água, fumaça e iluminação para aumentar a sensação de fantasia em suas imagens. Os adereços também são uma parte importante de seu trabalho, algumas de suas fotos possuem balões, espelhos, barcos e televisores  materiais que transmitem seu conceito abstrato.

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

Kyle Thompson mal sabia como usar uma câmera quando começou , entrou em um projeto em que se comprometeu a fazer um upload de imagem para o Flickr a cada dia durante um ano. Questionado sobre o projeto , ele disse: “Eu pensei que se eu fizesse isso, poderia não só aprender a usar a minha câmera, mas talvez até mesmo me tornar bom nisso.”

Suas habilidades são inspiradoras , dono de um estilo pessoal suas composições são simples, mas as edições são repleta de detalhes. As imagens possuem movimento, sensibilidade e parecem contar uma história.

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson
Kyle Thompson

 

Kyle Thompson
Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson - Coffin

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson - Capsule
Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Kyle Thompson
Kyle Thompson

 

Kyle Thompson

 

Para acompanhar e conhecer mais sobre o trabalho de Kyle Thompson , acesse:

http://www.flickr.com/photos/kyle_thompson/
http://www.kylethompsonphotography.com

 

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *