Conheça o projeto colaborativo "Que ônibus passa aqui?" - MISTURA URBANA

Conheça o projeto colaborativo “Que ônibus passa aqui?”

Quem depende do transporte público para locomover-se na cidade as vezes pode sofrer, não somente pela situação lata de sardinha como também pela falta de sinalização dos pontos de ônibus. Isso é um problema comum a praticamente todos os brasileiros, pois pouquíssimas cidades possuem esse tipo de serviço e, quando possuem, não são em todos os pontos.

Pensando nisso, a galera do Shoot the Shit criou uma ação colaborativa que visa melhorar a sinalização do transporte coletivo das cidades, o “QUE ÔNIBUS PASSA AQUI?”, afinal todo mundo aqui já sabe que depender só das autoridades pode ser demorado e decepcionante.

A proposta é que todo mundo se una para nós mesmos sinalizarmos nossos pontos, usando a inteligência coletiva e a vontade de mudar pequenos problemas no nosso país.

Como? Informando os usuários do transporte público que linhas passam em cada ponto através de um adesivo, onde as pessoas podem escrever nele as informações sobre as linhas.

Basta que cada pessoa que quiser participar ative sua rede e imprima os adesivos numa gráfica. Se cada pessoa colar um adesivo no ponto mais próximo da sua casa, criaremos uma adesivagem em massa.

Conheça mais sobre o projeto e não deixe de visitar a fan page para ficar sabendo das novidades e cidades que já estão bombando no projeto!

Que Ônibus Passa Aqui? from Trupe Productions on Vimeo.

Para saber mais:
Facebook: facebook.com/queonibuspassaaqui
Baixe o adesivoshoottheshit.cc/Baixe-aqui-o-adesivo
Leia o passo-a-passo para colagem: bit.ly/YK2z4Q
Assista à história do projeto: youtu.be/-sY49CFmCHY

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. […] Outra iniciativa que ganhou força exclusivamente com o auxílio da sociedade civil foi o projeto Que Ônibus Passa Aqui. Um grupo de jovens de Porto Alegre, no Rio Grade do Sul, se incomodou porque diversos pontos de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *