Quando as minorias caem nas mãos dos intolerantes - MISTURA URBANA

Quando as minorias caem nas mãos dos intolerantes

*** INTERNAUTAS ORGANIZAM ATO DE REPÚDIO AO DEPUTADO MARCO FELICIANO COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS. SÁBADO, 14H – ESQUINA DA PAULISTA COM A CONSOLAÇÃO E EM TODO O BRASIL (e até no exterior!)! PARTICIPE!***

Aconteceu que a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos deputados vai ficar com um deputado do Partido Social Cristão (encontre o erro). O líder do PSC, André Moura (SE), afirma que o partido ainda não decidiu quem vai ser escolhido, mas que o deputado Marco Feliciano foi um dos deputados da bancada que manifestou a intenção de ficar com o cargo. Este deputado, pastor Marco Feliciano, da igreja evangélica Assembleia de Deus, já é conhecido por seus inflamados discursos contra a militância pelos direitos dos homoafetivos. Projetos importantes para os cidadãos homossexuais obrigatoriamente devem passar pela Comissão antes de irem ao plenário, certamente serão descartados. Com base em que eu afirmo isto? Com base em declarações do próprio deputado Marco Feliciano em pregações religiosas, no Congresso e no Twitter.

Na pregação do vídeo abaixo, o deputado declara que “a AIDS é uma doença gay, uma doença que veio desse povo” e que “o ativismo gay tem em sua cabeça um engendramento de Satanás”.

Como esperar qualquer atitude positiva em relação aos direitos civis dos homoafetivos de uma pessoa que prega a plenos pulmões que os “gays querem ter privilégios” quando gays apanham nas ruas APENAS por serem gays e lutam por um país contra a homofobia?

 

CEJURA, DEPUTADO QUE ISSO É O QUE O SENHOR CHAMA DE AMOR???

Em março de 2011, em seu perfil oficial no Twitter, Marco Feliciano afirmou que “A podridão dos sentimentos dos homoafetivos leva ao ódio, ao crime, à rejeição”. Ou seja, segundo o possível futuro presidente da Comissão de DIREITOS HUMANOS e MINORIAS não é a homofobia, o preconceito, a ignorância, os discursos de pastores como ele que levam o ódio, o crime e a rejeição aos homossexuais e sim a PODRIDÃO DOS SENTIMENTOS dos ativistas LGBT.

Fundamentados na desculpa da liberdade religiosa e liberdade de expressão, pessoas que deveriam estar comprometidas com o AMOR AO PRÓXIMO como o pastor e deputado Marco Feliciano e o milionário pastor Silas Malafaia preferem, escolhem, optam por inflamar multidões de religiosos com ódio, violência e preconceito. E ainda se posicionam como vítimas de uma militância gay odiosa e perseguidora (?!?!?!?!?!?).

Sexo bizarro? Plumas e paetês? Socorro???

Conheço muitos evangélicos, praticamente minha família inteira é, existe muita gente nas igrejas que são pessoas de bem, comprometidas com a caridade e que se envergonham deste tipo de discurso. Sou absolutamente contra a generalização e preconceito e tenho certeza que estas pessoas evangélicas contrárias aos Malafaias e Felicianos podem fazer a diferença nas igrejas, se negando a aceitar pregações nojentas e levianas como esta.

“Bora cristãos! Mostremos nossa união e nossa força. Retuitem isso: Amamos os homossexuais mas abominamos suas praticas promiscuas!” – Pastor, cantor, apresentador de TV e deputado Marco Feliciano.

Que tal retuitarmos também sobre cristãos que respondem pelo crime de estelionato e ainda assim assumem presidência em comissões da Câmara, pastor? Que tal falarmos sobre pastores que exploram a fé de pobres, deficientes físicos e crianças? Que tal falar sobre seus projetos ou ideias de leis enquanto deputado: contra a procriação de cães da raça pitbull, pois segundo o deputado são “monstros criados pelo homem” (inclusive tenho um, superdócil, me interesso pelo assunto.), a favor da castração química de estupradores (defensores dos Direitos Humanos lutam contra esse tipo de punição, sabia?), que visa proibir o sacrifício de animais em rituais religiosos (só não pode perseguir evangélicos, paganismo e religiões afro são do capeta, né?), que isenta igrejas de pagarem direitos autorais sobre músicas (depois quem busca privilégios são os gays, né, deputado?), que proíbe que se divorcie mais de uma vez (sem comentários).

 

Não foi a exploração secular que assolou o continente africano, segundo o deputado. Tudo não passa de maldição divina. Podem jogar seus livros de história no lixo.

Absurdo sem tamanho ter este homem como presidente de uma comissão que visa promover a igualdade de direitos entre os cidadãos e proteger as minorias. Sou contra. E registro aqui meu protesto. Se você também é contra pode mandar um recado diretamente para o deputado: twitter.com/marcofeliciano Provavelmente você será bloqueado caso o eloquente pastor não tenha uma resposta coerente. Aconteceu comigo. Comportamento padrão dos covardes.

*Sobre o tema, recomendo os perfis do Rafucko no Facebook e no Twitter.

E leiam esse texto do Leo Rossato sobre a necessidade e importância (para os próprios cristãos, principalmente) de se barrar a bancada evangélica.

 

IMPORTANTE: Foi confirmada a indicação do deputado Marco Feliciano pelo PSC para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Amanhã, 6 de março, os partidos devem se reunir para aprovar a indicação. Para protestar contra a indicação de um homofóbico racista para um cargo tão importante para as minorias e tentar impedir a posse, assine esta petição.

 

Comments

comments

2 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. […] Só que as coisas não são assim tão tranquilas. Aliás, li uma coisa nada tranquila na página Mistura Urbana, quer […]

  2. […] blog Mistura Urbana wrote about how Feliciano's actions contradict the very religion he means to represent: […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *