A ousadia orgânica de Zaha Hadid - MISTURA URBANA

A ousadia orgânica de Zaha Hadid

Nascida em Bagdá, Zaha Hadid formou-se inicialmente em Matemática na Universidade Americana de Beirute e posteriormente se radicou em Londres,  guaduando em arquitetura pela Architectural Association School of Architecture, onde também lecionou posteriormente. Ingressou no Office for Metropolitan Architecture (OMA) após a graduação, trabalhando com seu antigo professor e fundador do OMA, o arquiteto Rem Koolhaas.

Ocupa o 69º lugar entre as 100 mulheres mais poderosas do mundo na lista da Forbes. Entre os diversos prêmios já conquistados, em 2004 tornou-se a primeira mulher a ganhar o Pritzker Prize, maior prêmio da arquitetura pelo conjunto da sua obra. O mesmo prêmio foi entregue a Oscar Niemeyer em 1988 pela Catedral de Brasília. Suas obras completas com fotos, projetos, desenhos, vídeos e seus parceiros profissionais podem ser conhecidos no site oficial.

Trabalhos de Zaha Hadid estão por todo o mundo e a China, em sincronia com seu processo de crescimento, é o país que atualmente é impactado pelas obras da arquiteta. Em fevereiro de 2011 foi inaugurada a ópera de Guangzhou, a 120km de Hong Kong, sobre a qual Zaha disse “Criei uma gruta mágica e musical, à altura das tradições culturais da metrópole que a construiu.”. Em outubro foi concluído o edifício Galaxy Soho em Pequim, inspirado na Grande Muralha da China, de forma extremamente inovadora. Inovação que a arquiteta acredita fazer parte do progresso do país.

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *