Quase perfeitas - MISTURA URBANA

Quase perfeitas

O assunto da tarde de ontem nas redes sociais e sites de fofoca foi cirurgia plástica. Não qualquer cirurgia plástica: uma cirurgia íntima – eufemismo para labioplastia, que é um procedimento cirúrgico para reduzir o tamanho dos pequenos lábios da vagina, procurado principalmente (mas não exclusivamente) por mulheres que tiveram transformações em seus órgãos genitais após o parto.

“Eu não tinha uma vagina, tinha uma couve-flor. Agora vou ficar com a vagina que eu sempre quis. Ninguém me segura mais!”, declarou a celebridade recém-operada.

Retirando o foco do jornalismo de celebridades algumas informações importantes sobre o assunto foram compartilhadas e gostaria de dividir com os leitores do Mistura Urbana:

Centrefold from Ellie Land on Vimeo.

– Em 2011, o Serviço Nacional de Saúde da Grã-Bretanha realizou mais de 2 mil labioplastias. Nos últimos 5 anos a procura pelo procedimento quintuplicou no país. A ONG Centrefold, que fomenta pesquisas em questões relacionadas à saúde, preocupada com o aumento na procura da cirurgia e os efeitos ainda desconhecidos da mesma bem como as questões emocionais envolvidas nesta procura, lançou uma animação, feita pela artista Ellie Land, incentivando o debate sobre o assunto e baseada em histórias de mulheres reais. (via)

– No festival Brighton Festival Fringe de 2011 aconteceu a exposição The Great Wall of Vagina, do escul­tor bri­tâ­nico Jamie McCartney: um painel com vaginas emolduradas em gesso e expostas lado a lado de forma sóbria, sem qualquer intenção ou apelo obceno ou erótico. A obra é resultado de um trabalho de 5 anos com 400 voluntárias, de 18 a 76 anos, incluindo mulheres em fase de mudança de gênero. A descoberta sobre o aumento da procura pela labioplastia que levou o artista a iniciar seu trabalho:  “Fiquei impres­si­o­nado ao per­ce­ber que a soci­e­dade havia cri­ado mais uma maneira de fazer as mulhe­res se sen­ti­ram mal em rela­ção a si mes­mas, suge­rindo a exis­tên­cia de uma ‘vagina per­feita’. Decidi que eu estava numa posi­ção pri­vi­le­gi­ada para fazer algo a res­peito”. (via)

 

– O Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde lançou o projeto “Fique Amiga Dela” que através de oficinas periódicas promove às mulheres participantes conhecimentos gerais sobre sexualidade, auto-conhecimento, promoção da saúde e prevenção de doenças. O objetivo é o auto-cuidado sexual, como descrito no site, que disponibiliza o conteúdo apresentado nas oficinas para download. Em parceria com a Coordenação Nacional de DST/AIDS, as oficinas já atenderam diversos grupos de mulheres: usuárias do Coletivo em geral, profissionais de saúde, meninas e jovens morando na rua, mulheres em situação de violência.

 

 

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *