Pole Sport na Praça - MISTURA URBANA

Pole Sport na Praça

 

texto por Eduardo Salles Pimenta Filho

Nesta quinta-feira, 15 de novembro, um grupo de mulheres realiza uma apresentação de Pole Dance ou Pole Sport ( nome utilizado atualmente), na Praça Roosevelt, às 11 horas, no centro de São Paulo. A ideia partiu de um estúdio de dança localizado na região, interessado em propagar a prática.

É um esporte/dança, que é realizada em um poste ou uma barra vertical, onde se executam movimentos corporais que vão desde uma sustentação corporal simples até movimentos acrobáticos, exigindo força e resistência do praticante. Ainda se utiliza o termo Pole Dance, porém é um termo que restringe a uma prática sensual visando o erotismo, tal restrição não abrange o Pole Sport, já que a pratica é com um fim esportivo, que auxilia na manutenção da saúde e da beleza corporal.

O Pole Sport ou Pole Dance, originou-se do Mallakhamb (Malla – ginasta; Khamb – poste), uma ginástica indiana, onde são executados movimentos de equilíbrio, força, resistência e flexibilidade em um poste de madeira. Percebe-se que inicialmente a modalidade era praticada por homens já que exige alto nível de força e resistência para a precisa execução dos movimentos característicos desse esporte. Em muitos momentos, remete a ginástica olímpica, justamente pela exigência de tais características corporais.

É interessante mencionar brevemente a história desse esporte, pois inicialmente, o Pole Sport era praticado em sociedades matriarcais (sociedade em que a liderança e o poder era exercido pela mulher, principalmente as que fossem mães (ainda existente na China, precisamente no povoado de Moso), ou seja, era praticado por mulheres para mulheres e não como uma apresentação erótica para homens. O erotismo que envolve a prática passou a ser explorado somente nos anos 80 na América do Norte, em clubes de striptease.

Atualmente existem competições internacionais, incluindo campeonato mundial, e a modalidade possui sua própria federação (The International Pole Dancing Federation), que está ainda tentando incluir a modalidade nos jogos olímpicos de 2016.

Há quem diga que quando se encara a prática do Pole Sport como um esporte, fica mais fácil superar a vergonha, porque ajuda a lidar com a timidez, e trabalha também o lado sensual. Vale a pena ir conferir!



 

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *