A arte nua de Spencer Tunick - MISTURA URBANA

A arte nua de Spencer Tunick

Mesmo sendo autor de um trabalho bastante polêmico, Spencer Tunick tem encontrado pessoas dispostas a colaborar com sua arte. México, Israel, Venezuela, Índia, França e Brasil; o fotógrafo viaja o mundo desde 1992 criando instalações com pessoas despidas em público. No México, por exemplo, foram 18 mil inscritos para participar do projeto que hoje exibe em exposições.

Apesar de americano, o artista foi proibido de fotografar em seu país e já teve 5 prisões decretadas, pois além de pessoas nuas, suas instalações abordam questões políticas e sociais, assuntos que geram controvérsias em sua terra mãe e em outros países.

Misturando arte com protesto, em 2007 sua legião nua uniu-se aos ativistas do Greenpeace na maior geleira européia para mostrar a relação do homem com o clima. Já em 2011, ao fotografar no Mar Morto, Tunick quis chamar atenção do mundo para a situação precária do lugar, que até 2050 pode secar caso nenhuma providência seja tomada.

Mesmo pouco conhecido e trabalhando no mesmo projeto há 20 anos, seria difícil sua arte passar despercebida.

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *