A distância é menor do que parece - MISTURA URBANA

A distância é menor do que parece

A distância é menor do que parece” é o tema da Campanha Universitária 2012, que começou dia 1º de Junho, com o objetivo de divulgar o TETO* nas faculdades de São Paulo, denunciar a situação de pobreza em que vivem milhares de brasileiros e fomentar a formação dos jovens universitários.

Como dizia Felipe Berríos, fundador da ONG no Chile, “o jovem universitário, ao entrar em contato com os que vivem na pobreza, descobre o que significa ser universitário. Descobre que ser universitário é um privilégio, uma oportunidade que implica em compromisso”.

Mudar a realidade é possível e, para isso, é preciso dar um primeiro passo! Participe!

Programação das Atividades:

01/06 – Início da Campanha e Dia da Camiseta (Dia de tirar a camiseta do TETO da gaveta e dizer: “Sou Voluntário!”).

11/06 – 19h30, na PUC-SP: Debate com Eduardo Marinho, Laissa Sobral e Prof. Mauro Leonel. Tema: Diminuindo Distâncias e Inclusão Social.

13/06 – 14h30, na ESPM, sala B202-B206: CineTETO. Exibição do documentário A Ponte, de Ricardo Oliveira e João Wainer, e debate com Marcos Lopes (Nenê), do Instituto Rukha e voluntário da Casa do Zezinho.

11 a 15/06 – Na UFABC, Campus Santo André: Exposição de Fotos.

Casa Estande Móvel: A casa que nós construímos junto às famílias nas comunidades passará por duas universidades!

Confira em breve as datas e locais para visitá-la!

Além disso, cerca de 25 faculdades terão Reuniões de Apresentação do TETO. Fique de olho nos cartazes e saiba o dia e horário em que os Representantes de Faculdade do TETO estarão explicando como funciona o nosso trabalho e como você pode colaborar!

Participe! Nos dias 17 e 18 de Agosto, A Grande Coleta como você nunca viu! Em breve, mais informações!
Em caso de dúvidas, mande um e-mail para [email protected] ou acesse:

http://umtetoparameupais.org.br

*Um Teto para meu País (UTPMP) é uma organização latino-americana sem fins lucrativos liderada por jovens. Todos os dias, milhares de voluntários universitários e jovens profissionais de todo o continente trabalham junto às famílias de assentamentos irregulares e favelas para melhorar sua qualidade de vida a partir da construção de casas de emergência e programas de habilitação social.

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *