Três cidades que fascinam - MISTURA URBANA

Três cidades que fascinam

Quando viajo, viro gente de outro planeta. Gosto de sozinha vagar pelas ruas desconhecidas. Acabo descobrindo pequenos tesouros, casas de séculos remotos, museus escondidos – pedaços de um mundo que também é meu. Há pouca coisa que me deixa mais livre do que andar de metrô. Pelo solo costurar a cidade e, a cada degrau acima, contemplar a surpresa do que repousa nas ruas. Sentir com o próprio corpo o calor ou o frio, o cheiro da cidade, a expressão de cada caminhante, as vitrines, o chão e o céu.

Há três cidades no mundo (o meu mundo, o mundo que conheço) que me fazem querer voltar a todo instante. Nelas eu recupero a liberdade de viajante, a fantasia que guardo sobre a vida, a vontade de crescer – e de crescer nelas. Foi nessas três cidades que mais senti o sangue correndo nas veias e que menos esforço fiz para me sentir viva: eu era.

Rio de Janeiro

Tel Aviv

Paris

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *