Grafite Fine Art por Jared Levy - MISTURA URBANA

Grafite Fine Art por Jared Levy

Dica de rolê pros graffiti lovers!

Na próxima terça-feira, 7 de junho, a Matilha Cultural fará uma sessão especial do documentário Grafite Fine Art do diretor estreante Jared Levy.

O documentário começou como uma pequena idéia em uma conversa em julho de 2010 entre Jared e Binho Ribeiro curador da exposição, e acabou se transformando em um documentário que conta com 65 grafiteiros de 13 países e suas chegadas à São Paulo, Brasil para a 1o Bienal Internacional “Grafite Fine Art” no MuBE.

Num mundo da arte onde a semântica importa, grafiteiros de todo o mundo se perguntam o que é exatamente “Grafite Fine Art”. Afinal de contas, quando o grafite deixa as ruas…ainda é considerado grafite?

Filmar o projeto inteiro sozinho com certeza intensificou o processo, afinal sem assistência alguma, se algo precisava ser feito, Jared era o único a fazê-lo. Acha que a missão foi fraca? Vai achando… A experiência no MuBE foi um ciclo constante de carregar baterias baterias, descarga de material para o HD, filmando artistas ambos com o equipamento de ombro e também com uma camera fixa, bem como gestão de tempo da câmera do time-lapse, sem contar audio e as entrevistas.

Digamos que não é qualquer diretor estreante que teria esse tipo de força de vontade.

Pra ler um pouco sobre a missão do Jared corre pro site dele clicando aqui. Pra quem não entende inglês más notícias.. ele é de NYC e o texto está em inglês.

Mas aproveito para deixar aqui um trecho do “testemunho” do Jared sobre São Paulo, que acredito ser o pensamento de muitos de nós que vivem aqui.

Depois de viver em São Paulo por um ano e meio, eu senti que era importante não só discutir São Paulo, na narrativa, mas capturá-la visualmente. Acredito que São Paulo não existe na imaginação do mundo. Para o resto do mundo, a representação visual do Brasil é geralmente o Rio ou pelo menos uma praia. São Paulo é a antítese destas coisas. Com 28 milhões de pessoas é a terceira maior metrópole do mundo atrás de Tóquio e Cidade do México. Contudo, estou disposto a apostar que nas ruas de Nova York, 9 em cada 10 pessoas não poderia me dizer para qual cidade eles estavam olhando se eu mostrasse a linha do horizonte de São Paulo. O caso em questão, o filme BLINDNESS estrelado por Julianne Moore foi filmado em São Paulo porque o script pedia uma paisagem urgana universal. São Paulo foi escolhida porque ninguém acima da linha do Equador teria alguma idéia de qual cidade estavam olhando. Isso precisa mudar. São Paulo é demasiadamente importante para ser esquecida e com a ascensão do Brasil na comunidade internacional, São Paulo será um jogador importante no século 21.”

Curte o trailer do filme abaixo! (Com música de Pretty Lights Music Label e Audio Mix e Master: Thiago Duar – PIPA Studio)

Pelo trailer já, queria deixar meus parabéns pro Jared, que eu tive o prazer de conhecer e trocar umas ótimas idéias ano passado sobre o projeto que ainda estava em andamento. Se o filme for tão bom quanto o preview abaixo, com certeza o documentário não terá problema algum em entrar nos festivais do circuito internacional. Boa sorte Jared!

QUANDO: 7/6 (terça) – Sessões: 19h30 e 20h30 (retirada de ingressos 30 minutos antes da sessão).
ONDE: Matilha Cultural

Graffiti Fine Art – Trailer Oficial Extendido from Jared Levy on Vimeo.

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *