Shepard Fairey para Death Cab for Cutie - MISTURA URBANA

Shepard Fairey para Death Cab for Cutie

O Boing Boing soltou o video Home is a Fire do Death Cab for Cutie, o single da banda do seu próximo álbum Codes and Keys.

O clipe foi dirigido pelo baixista da banda Nicholas Harmer e pelo artista  Shepard Fairey ( um dos caras mais fodas da arte urbana do mundo mas pra quem não sabe quem ele é talvez você se ligue quando eu te falar que ele é o cara que fez esses posters que viraram febre mundial durante a campanha do Barack Obama em 2008 , ajudou???).

O clipe é repleto de cenas urbanas que bombam com as imagens assinadas pelo Fairey – representando a letra da música de uma forma simples.

****

Abaixo, palavras de Shepard sobre o projeto e ao final o vídeo, que ficou demais!

Sou um fã de Death Cab por anos então fiquei muito animado quando o  baixista Nick Harmer me chamou com uma idéia para colaborar no vídeo Home is a Fire.

Eu amo a democracia da música e eu estou sempre querendo fazer essa mistura de artes visuais com músicas excelentes. Nick enviou-me a letra de Home Is A Fire e ela evocou a dualidade de “lar” tanto como um lugar que você habita, e também como um lugar que habita e aprisiona você.  A relação de alguém com a casa pode ser complicada, mas no final das contas pode ser um diálogo de duas mãos.

A cidade pode ser um lugar impessoal, imponente, ao mesmo tempo anônima e claustrofóbica.  No entanto, existem oportunidades para afetar a cidade (e a vida) experiênciá-las ao invés de aceitar as coisas como voyeurs passivos. Nós todos temos medos e inseguranças sobre nós mesmos e nossas circunstâncias, mas se tivermos a coragem de assumir riscos e participar podemos  nos adaptar e adotar o fluxo, ao invés de temê-lo.  Este vídeo procura ilustrar essas idéias e as múltiplas dimensões da experiência da cidade, levando o espectador através de uma jornada para encontrar a letra de Home is a Fire em formado de street art.  Arte urbana é apelativa, pois torna a paisagem um pouco menos triste para o espectador, e é um escape criativo livre de burocracia. Eu diria que a street art grita para todos que “se você não gosta de sua casa … remodele-a”.

O poder da arte de rua está no quanto é autêntica e intrigante, por isso foi crucial para colocar todas as letras e imagens nas ruas. Queríamos que o espectador  experimentasse o ambiente urbano de uma forma muito real e íntima, que celebra que a verruga de um é a beleza de outro. Parte da arte foi colocado antes da gravação de vídeo em lugares que pareciam adequados para os temas das letras, enquanto outras partes foram colocadas durante as filmagens.  Nós filmamos a preparação dos materiais, para demonstrar a energia e processos envolvidos no ato de tornar-se pró-ativo. Parte da arte de rua foi limpa em um dia.

Arte de rua, como tudo, é efêmero, mas espero que ao assistirem a este vídeo e ouvirem a música, as pessoas vejam um pouco de magia e potencial nos detalhes geralmente desvalorizado, a paisagem de suas vidas, não importa o quão fugaz que isso seja.

****

Video concept by: Shepard Fairey and Nicholas Harmer

Cameras and collaboration: Tarin Anderson, Todd Mazer, Justin
Mitchell and Aaron Stewart-Ahn

Additional support: John Lang, Brian Udovich

Edited by: Christopher Hills-Wright

Comments

comments

Lila Varo

Lila Varo

Veja todos os posts

Lila Varo, é produtora de conteúdo, editora do Mistura Urbana e mais um continente a sua escolha. lila[@]misturaurbana.com

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *