REVIEW: Churrasco da Gente Diferenciada - MISTURA URBANA

REVIEW: Churrasco da Gente Diferenciada

Texto por Lila Varo e Andréia Magalhães

Honestamente, quando o evento foi criado no Facebook, pareceu muito mais fogo de palha e piadinha online do que qualquer outra coisa. Até por que hoje, de forma geral, a galera não se empenha muito em protestar contra os muitos abusos que acontecem por aí e na internet até falecimento da ameba do cachorro vira ocasião para evento no Facebook, logo nossas suspeitas eram válidas. Pagamos pra ver e ficamos, no mínimo, impressionadas.

Alguns jornalistas divulgaram que não colou mais que 150 pessoas na manifestação, bobagem, basta olhar as fotos e os vídeos para ver que o negocio bombou. Tudo bem que no horário inicial marcado haviam apenas umas 200 pessoas na frente do shopping Higienópolis, mas não durou muito tempo, logo uma galera munida de bateria, abadá da Stefhany Absoluta e DVD do Calcinha Preta veio da Praça Vilaboim onde rolou a concentração e o clima para o Churrascão da Gente Diferenciada estava pronto. A medida que o tempo ia passando a estreita Avenida Higienópolis foi ficando pequena demais para a multidão que aglomerava por lá e podíamos sentir ali o verdadeiro poder das redes sociais e das pessoas indignadas com o fato de que como sempre no Brasil, a voz e poucos lá do topo, ganha da de MUITOS aqui debaixo.

A galera foi não arregou (ainda bem!) e lá pelas 4h da tarde podíamos ver uma senhora multidão dominando a frente do Shopping Higienópolis, se preparando para subir a Avenida Angélica.

Nesse meio tempo a imprensa fazia a sua festa, cutucavam a todo custo os moradores a procura de uma declaração bombástica e preconceituosa contra as pessoas que protestavam ali, a maioria manteve a discrição, mas teve quem declarou que os manos do metrô tem mesmo é que desembarcar na porta do Pacaembu [ASSISTA lá pelo 1:30min].

Os (des)queridos do CQC também marcaram presença e foram recebidos com vaias e insultos por suas declaração preconceituosas e anti-semitas, firmando a objetivo do protesto que é abolir todo e qualquer tipo de preconceito numa cidade que se diz diversa, veja:

Foi realmente um show de criatividade e coletividade. Entre as inúmeras pessoas que colaram em Higienópolis tivemos

pessoas vestidas de empregada doméstica, engenheiro civil, galera levando cartazes com mensagens irônicas, carrinho multi-mídia com discursos de quem quisesse se arricar a pegar o mic, bateria puxando marchinha de carnaval, varal de roupa improvisado no semáforo e com certeza mais uma porrada de coisas que valeriam ser mencionadas mas como a multidão tava generosa, com certeza ficará faltando algo..

Vale uma menção a parte pro churrasco em si, que aconteceu sim! Uma catraca velha virou fogueira onde a galera assou uns queijos de coalho e uma churrasqueira portátil carregada av. Angélica acima estava com um cardápio bem variado, carnes, pãezinhos e até pros vegetarianos algumas abobrinhas que foram servidas no fim para os moradores de rua que se aproximaram na hora.

O melhor de tudo isso foi ver essa manifestação toda com todo mundo super na paz, os moradores do bairro que se simpatizam pela causa também aderiram ao Churrasco dos Diferenciados, tanto judeus, senhoras, patricinhas e seus cachorrinhos mostraram que não só de 3.500 ignorantes se compõe um bairro . Foi uma lição de tolerância para os poucos babacas de Higienópolis que acham que nós, o zé povinho ou gente diferenciada não estamos a altura deles.

Se essa rua se essa rua fosse minha.. eu mandava eu mandava ladrilhar.. com pedrinhas com pedrinhas de brilhante.. para o meu para o meu metrô passar…

150 pessoas.. tem certeza?????

Baaaaaaandeeeeeeeira braaaaaaaaaanca….

Quer ver mais fotos?

Luís Eduardo Catenacci http://www.flickr.com/photos/dudaphoto/sets/72157626598047727/

Fernando Baldan: http://www.flickr.com/photos/foradesintaxe/

Armando de Lima: http:[email protected]/

Comments

comments

5 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. Uma total imbecilidade esses cartazes

    Di / Responder
  2. admin

    IRONIA! conhece?

    admin / Responder
  3. não coube 150 pessoas nem no ângulo da gravação..rsrsrrs

    Andreia Magalhaes / Responder
  4. Sensacional, queria estar lá. :)

    Edna / Responder
  5. ”Falha de São Paulo” tava escrito numa camisa. Genial, cara, manifestação é manifestação. E tem que ser feita, qual a meta? Essa galera taí mostrando que não precisa. Rindo da cara deles mesmos. Parabéns para quem mexeu a sua bunda!

    cibelle avelino / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *