Música nas Nuvens - MISTURA URBANA

Música nas Nuvens

Enquanto a música anda nas nuvens, as gravadoras caminham embaixo do solo.

O Google está para lançar um serviço de armazenamento de música utilizando uma tecnologia chamada “cloud computing” (computação nas nuvens), a qual permite o usuário acessar e arquivar canções em qualquer lugar.

Mesmo após meses de negociação, nenhuma gravadora fechou contrato com o Google, que pretende fazer concorrência ao Itunes, da Apple, de Steve Jobs.

As gravadoras não se anteciparam as tecnologias que viriam pela frente, e agora não sabem como agir e estão perdendo cada vez mais espaço.  A varejista online, Amazon, causou furor a Indústria Fonográfica quando lançou seu serviço de compra de músicas, sem contrato com as grandes gravadoras.

As coisas andam incertas no mundo da música e somos testemunhas de uma grande mudança neste mercado. O cantor Bon Jovi, por exemplo, acusa Steve Jobs de destruir a Indústria da Música.

Eu, particularmente, acredito que a Indústria da Música enrolou-se em seu próprio pescoço. O Steve Jobs só deu um empurrãozinho.

Comments

comments

5 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. Parabéns Marengo pelo post!

    O Cloud Computing parece que está dando mais as caras agora e deve decolar conforme a banda larga fique mais acessível para todo mundo.

    Eu acho que o grande problema hj para a musica digital ter “atrapalhado” os profissionais do ramo é que ninguém pensa mais em recompensa por trabalho e isso é uma grande injustica, portanto todos consumidores que nao pensam em pagar tb sao responsáveis por isso pq até onde eu sei para baixar música no iTunes Shop vc paga e os músicos sao pagos. O problema é que as pessoas fazem sharing para todas as demais e aí que vira uma meleca em cascata.

    Bem, a discussao é boa. Veremos o que surgirá dessa investida do Google.

    Valeu

    Ri-Ka! / Responder
  2. Grande Dedé!

    Parabéns pelo artigo, realmente essa discussão leva anos e anos para chegar na metade!

    Que venham outros artigos!

    Abraços

    Gera / Responder
  3. Grande Marengo!

    Como disse o Gera, assunto para várias cervejas, hein?

    Parabéns pelo texto!

    Grande abraço!

    André Gabriotti / Responder
  4. Valeu pelo post Marengo, bem legal… Com certeza esse é um assunto que vai ainda se esticar bastante. Ao mesmo tempo que o acesso fácil as músicas prejudicou alguns artistas, outros surgiram e conseguiram espaço. A única certeza é que nada é pra sempre ;)

    Jorge / Responder
  5. Realmente é um assunto que vai dar o que falar ainda… estão dizendo que a tendência é o download ilegal ser substituído pelo streaming, e as pessoas terão cada vez menos arquivos de música em seus computadores/pads/celulares, e esses arquivos, por sua vez, ficarão nas nuvens. Veremos!

    André Marengo / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *