BATE PAPO COM EMICIDA - ASSASSINO DAS RIMAS - MISTURA URBANA

BATE PAPO COM EMICIDA – ASSASSINO DAS RIMAS

Participamos de um bate papo descontraído em um pocket show com o rapper EMICIDA: “Sempre acreditei em mim”

Por: Kathiele da Silva

“A pesar das pessoas não darem muito crédito à carreira dele, EMICIDA diz – Sempre acreditei que um dia chegaria onde estou.” Falou EMICIDA!; Hoje, é capa e assunto de matérias em revistas do naipe da TRIP, ROLLING STONES, ISTOÉ e RG Vogue.

EMICIDA começou brincando com amigos no Freestyle fã “de rap gringo” cantava no idioma “Green go” apesar de não falar inglês Com o tempo percebeu que seria mais interessante acrescentar o nosso querido português o que o transformou no ASSASSINO DAS RIMAS.

Nesta terça-feira dia 10 de maio a BESNI convidou-nos para presenciar o V.I.P. show no estúdio do Show Livre do artista com quem tivemos um descontraído bate papo e claro, demonstração do por que foi convidado para tocar no Coachella Festival, que este ano, foi realizado em parceria com o The Creators Project [Parceria da Intel com a Vice] e o evento foi realizado na cidade chamada Indio, California.

EMICIDA e DJ NYACK trazem frescor com suas batidas e rimas em estilo original para o Hip Hop Brasileiro que dia a dia conquista as Top Trends internacionais.

Rápido na rima.
No mundo em que o Twitter é o que há, EMICIDA lança periodicamente materiais para alegria dos seus fãs.
EP´s, Singles e Mixtapes, não nos faz falta o lançamento de um Álbum, EMICIDA produz vertiginosamente um volume de conteúdo que poucos artistas conseguem e não tem como ficar esperando um ano e tanto para produzir um único disco. Ele faz o que gosta sempre atento aos novos talentos que surgem no Brasil, temperos do Pará, Ceará, São Paulo, Brasília, o que o EMICIDA gosta é mesmo da SALADA MUSICAL.

O importante é liberdade, estamos legal de barreiras (declarou EMICIDA) Uma porta que fecha antes de abrir outra porta que fecha e que da para um Estúdio onde Pufes coloridos estão amontoados, EMICIDA amavelmente acomoda o espaço. Nos sentamos frente a frente.

Mistura Urbana
Quem é o Emicida?

Emicida
Sou muito complicado, não sou uma pessoa fácil. Sou um moleque que faz o que acredita junto com os amigos, estou cagando e andando pra um monte de coisas… quero mais fazer minha música e que esta chegue às pessoas que se identificam com ela.

Mistura Urbana
Quais são suas maiores influências?

Emicida

Minha mãe influencia muito a maneira como vejo quase tudo na minha vida, o poeta Nordestino chamado Patativa do Assaré, o poeta Porto Alegrense Mario Quintana são realmente muito bons escritores e falam com uma simplicidade que me fascina e me inspiram muito, artistas como Tim Maia, James Brown, Racionais mC´S, Cartola estes caras defenderam minha postura e minha música.

Mistura Urbana
O que aconteceu em Coachella?

Emicida

Imigração nos barrou, ficamos três horas em Atlanta os caras tocou um foda se pra nós, atrasamos o som em mais de oito horas.Tínhamos que viajar seis horas pra Los Angeles mais três até o Festival e acabamos tocando bem mais tarde do que gostaríamos, acabamos nos desencontrando do público. Mas foi a única coisa chata que aconteceu de resto foi só alegria.

Mistura Urbana
Qual sua relação com a moda? Você sente que tem uma relação com ela?

Emicida

Tenho mais que nunca, saí na RG Vogue este mês (risos) muito bem vestido de Ricardo Almeida, diamantes brilhantes, né (risos) tenho uma relação muito boa, eu admiro muito e compreendo melhor o que é a moda, sou formado como Designer então é uma Parada que eu relutei mas involuntariamente estou próximo novamente, hoje entro em sites como The Hunter e Runaway, nós expressamos o nosso interior na maneira como nos vestimos e acabamos ficando extremamente ligados a ela, criamos um estilo próprio legal através de referencias.

Mistura Urbana
Gostaria de deixar uma mensagem?

Emicida

Para as pessoas acreditarem mais nelas mesmas, se fizerem isso fica bom pra elas e pra mim.

DJ Nyack

Mistura Urbana
Fale sobre seus projetos individuais.

DJ Nyack
Tem uma festa na Olido que é voltada pros dançarinos urbanos rola todo primeiro domingo do mês, Frank Ejara e o André Bidu que são da organização me convidam e sempre que posso estou lá, esta meio difícil discotecar nas casas pela agenda cheia mas sempre que posso toco pelo Brasil. Quinta-feira toco Matilha Cultural evento da Vice Brasil e sexta na I Love CWBeats em Curitiba. Trabalho no site www.noiz.com.br onde toda terça feira eu posto uma mixtape, R&B, Funk,

Samba Rock, toda semana tem coisa diferente do que eu gosto de ouvir.

Mistura Urbana
Você toca algum instrumento tradicional?

DJ Nyack
Não, toca discos e faço beat, tenho vontade de aprender a tocar baixo acho que me ajudaria em outras coisas.

Mistura Urbana
Você usa CD, algum tipo de equipamento analógico?

DJ Nyack
Vinil e o Serato agora devido aos shows, tenho mais facilidade de controlar com o vinil e o Serato ajuda nisso, muito melhor que o CDJ a resposta é mais rápida.

Mistura Urbana
Um grande ícone, quem você acha o mestre das Pick Ups?

DJ Nyack
DJ Marco (dj da cantora Céu), foi quem me ensinou, me inspiro muito nele, KL Jay que é monstro, tem vários que eu gosto, o Primo, King, Zé Gonzales, Zegon, Dubstrong, da gringa gosto do Dj Premier, Babu, J. Rocc enfim, muita gente.

É assim que chegamos ao fim logo de compartilhar um show que nos deixa ansiosos pelo que ainda esta por vir, parceria com Produtores Nova Yorquinos e o novo videoclipe já está pronto Emicida diz que é surpresa.

Entrevista feita por: Kathiele da Silva

Comments

comments

5 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. Muito boa, a matéria ficou bem a cara da guanguerage(Agua de sarjeta,tampa de bueiro rs), naturalidade e ritmo na conversa, ficou mtoooo massa msmo! PARABÉNS KTL

    Angelo Grego / Responder
  2. eu quero QUERO mt ver um show desse cara.. ele é foda!!!!

    Andréia Magalhães / Responder
  3. Eu também quero Andréia ;)) Faz um tempo fiz um post com ele mandando um freestyle que achei muito bom.

    http://misturaurbana.com/2010/07/freestyle-emicida/

    Jorge / Responder
  4. […] “A pesar das pessoas não darem muito crédito à carreira dele, EMICIDA diz – Sempre acreditei que um dia chegaria onde estou.” Falou EMICIDA!; Hoje, é capa e assunto de matérias em revistas do naipe da TRIP, ROLLING STONES, ISTOÉ e RG Vogue… Veja aqui como foi o bate papo […]

    Emicida | Amaroo / Responder
  5. Oi Kathiele !

    Parabens pela matéria gostei da maneira que você conduziu , nem sabia que o Emicida tinha chegado ao festival Coachella.

    Beijos,

    Jorge Costa

    Jorge Costa / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *