O que leva uma pessoa a escolher a rua como casa? - MISTURA URBANA

O que leva uma pessoa a escolher a rua como casa?

Esse artista sueco fez um ótimo trabalho em Old City, Gotemburgo ao criar esculturas com folhas de jornal em espaços públicos. Esse projeto certamente tem alguma coisa a ver com o aumento na quantidade de moradores de rua que estão ocupando o país nos últimos 10 anos e mesmo com o empenho e a infra-estrutura criada pelo governo para abrigá-los, eles resistem.

O que mais me chamou atenção nesse projeto é o ponto de reflexão que ele proporciona, os moradores de rua são sim pessoas extremamente difíceis de lidar, eles vivem num universo paralelo que só eles entendem e quanto mais tempo passam na rua mais resistentes eles ficam em sair dela, mas o que eu vejo é que mesmo com os fatores agravantes como vícios, saúde mental, conformismo ao extremo, etc… tem algum conteúdo ali que não se descobre oferecendo teto e comida com hora marcada, mas talvez se aproximando, pois o conteúdo está bem ali impresso na pele deles, é só chegar e ler antes que deteriore com o tempo.

Comments

comments

3 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. Muito bom o texto da blogueira e as intervenções do artista. Isso é arte pública.

    Thiago Vaz / Responder
  2. também nunca entendi o por que. na frente de um escritorio que eu trabalhava tinha uma tia que morava na rua.. e a assistencia social sempre passava por la pra tirar ela de la.. e levar pra tomar banho.. e os assistentes me falaram que ela tinha familia.. tinha casa.. tinha até neto… mas que era doida e nao voltava pra casa.. qdo os filhos levavam ela.. ela fugia…

    lila / Responder
  3. Para entender a mente de qualquer pessoa é um trampo danado e se tratando de pessoas à mercê da vida ninguem está dispoto a se dedicar.

    Tem um livro chamado “O Outro Lado da Noite” do Cassio Giorgetti que na minha opinião todo morador de grande metrópole deveria ler, achei num sebo por uns 5 reais e nunca um livro me revoltou tanto. recomendo!!!

    Andréia Magalhães / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *