O vagão de trem e suas tribos ocultas - MISTURA URBANA

O vagão de trem e suas tribos ocultas

Um vagão de trem urbano está mais para uma lata aglomeradora de pessoas selvagens do que para componente de um meio de transporte, basta utilizar o serviço em horário de pico e em cinco minutos você estará  associando diversos absurdos a alguma cena que viu nos documentários sobre tribos indígenas africanas no Discovery Channel.

Exibicionismo

O exibicionismo é algo comum nas culturas indígenas, os mocinhos dançam, pulam e gritam em festas culturais para impressionar as mocinhas solteiras; no trem o interesse pelo acasalamento é substituído pela necessidade compulsiva de aparecer. Para cada 30 celulares disponíveis, 1 está tocando musica alta, não precisa ser um gênio para saber que ninguém está interessado no gosto musical alheio, porém, o objetivo é descobrir quem tem o celular mais potente e a música mais badalada (ou brega) do vagão.

Gentileza

Algumas tribos dividem – quase na mesma proporção – as funções e responsabilidades entre mulheres e homens, mas é a cultura das tribos de Vanuatu, no Pacífico do Sul, onde as mulheres trabalham arduamente enquanto os homens tiram o copo fora e observam de longe que os passageiros se inspiram, pois, quando os acentos preferenciais não são suficiente para atender todos que precisam, 3 de cada 5 pessoas que cedem o lugar são mulheres que além de trabalharem igual camelos, também são responsáveis pela administração da casa, dos filhos e depois de um longo dia se equilibrando em um salto alto e com uma bolsa pesada em mãos, ainda conseguem achar um espacinho para cultivar a boa e velha gentileza.

Rivalidade e Abuso Sexual

Algumas tribos atacam violentamente as tribos rivais. No Sudão os muçulmanos do Norte atacaram por mais de 20 anos os cristãos do Sul, eles assassinaram crianças e violentaram mulheres por ordem do governo. Outras tribos também abusam sexualmente das mulheres das tribos rivais e as responsabilizam por isso. Se imaginarmos que ao chegar em uma nova estação de trem uma nova tribo (rival) vai entrar, fica mais fácil entender porque nego entra atropelando tudo que vê na frente. Como se não bastasse, em horário de pico as mulheres são frequentemente abusadas por homens safados, faça uma breve busca no Google e leia notícias relatando homens que levantaram saias de senhoras e crianças para enjacular na perna delas e até de um infeliz que literalmente tentou enfiar, digamos, a mandioca debaixo da saia de uma garota. Qual seria o pensamento de um individuo desse? “ah, se ela está aqui, perto de mim, com essa roupa justa então ela também quer…”

Há solução?

A esperança é a ultima que morre, mas ao contrário do Sudão que neste exato momento se encontra em transição para separar o Sul do Norte e criar o mais novo país do mundo; o Brasil ainda não passou da fase de assumir que existe um problema, pois, ironicamente, a massa cultiva comportamentos dignos de serem observados no zoológico ao mesmo tempo que corre das tribos urbanas na rua como quem acredita que eles são um exemplo a não ser seguido.

Foto:  Fernando Stankuns

Comments

comments

0 Comentários

Junte-se a conversa →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *