Stephan Doitschinoff + Felipe Lopez - MISTURA URBANA

Stephan Doitschinoff + Felipe Lopez

A galeria Choque Cultural promove neste sábado lançamento de gravura exclusivas de Stephan Doitschinoff, além de conversa com Felipe Lopez.

Stephan Doitschinoff lança uma edição especial de gravura. Stephan, que integrou a exposição De dentro para fora/ De fora para dentro, no MASP, apresenta uma gravura exclusiva sob o título Céus Abertos, com tiragem de 100 exemplares produzidos em serigrafia. Toda dourada, a gravura foi feita em parceria com o Estúdio Elástico (serigrafia) e a Gráfica Fidalga (tipografia). Trata-se da primeira gravura lançada pelo artista em três anos, além de ser uma continuação da sua exposição CRAS, apresentada em abril no Acervo da Choque.

Stephan Doitschinoff, conhecido como Calma,nasceu em São Paulo, em 1977. É um artista autodidata foi muito influenciado pela convivência com os mais diversos tipos de crenças e rituais religiosos. Filho de pastor evangélico, neto e bisneto de espíritas, Stephan conviveu no bairro em que passou sua infância e juventude em contato com um centro Hare Khrishna e até mesmo um terreiro de umbanda.

 Adolescente, Stephan envolveu-se com a cultura do skate e os movimentos punk e hardcore de São Paulo. Nos anos 90 elaborava capas de discos de bandas e trabalhava como assistente do cenógrafo Zé Carratú, pintando cenários de grandes shows de rock.

Passou também a estudar o zen budismo e o taoísmo e, devido ao profundo interesse pela influência da religiosidade sobre a mente humana, aprofundou seus estudos em leituras de psicologia junguiana e mitologia, ampliando assim sua pesquisa estética e filosófica.

A partir de 2002, Stephan passa a interagir e intervir na cidade por meio da pintura e da aplicação de pôsteres, adesivos e estênceis, seu estilo se destaca na cena da nova arte urbana. No Brasil ele desenvolve seu mais audacioso projeto artístico: Lençóis (BA). Imerso na realidade dessa cidade onde morou por três anos (de 2005 a 2008) e tendo como fonte de referência e inspiração as crenças e histórias de seus moradores, Stephan realizou intervenções na cidade e seus arredores. As fachadas dos casebres, a igreja e até mesmo o cemitério formaram um conjunto pictórico de dimensões grandiosas.

Já o artista Felipe Lopez discorre sobre o processo criativo de sua exposição atual, Obra de Construção, em cartaz até dia 23 de dezembro no próprio espaço. Ele apresenta uma série inédita de colagens em que desconstrói fotografias impressas em etiquetas adesivas. Sua ideia é usar as etiquetas como se fossem píxeis manuais, em que a fotografia é o objeto, o suporte e a linguagem. Nesta conversa, o paulistano Felipe Lopez fala também sobre como se transformou em Lomolopez  e sua experiência, em 2010, no Paraty em Foco – Festival Internacional de Fotografia, atualmente uma das maiores iniciativas do país ligadas à fotografia.

Sábado, 11 de dezembro na Choque Cultural, às 15h.

Conversa com Felipe Lopez, Lançamento da gravura Céus Abertos e exposição Obra de Construção de Felipe Lopez.

 Rua João Moura, 997 – Pinheiros – São Paulo

Telefone: (11) 3061-4051

Comments

comments

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Wagner Ramari and Alexandra Barbosa, choquecultural. choquecultural said: Sábado às 15hs lançamento de gravura do Stephan + conversa com Felipe Lopez !!! http://tinyurl.com/24ot484 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *