ROJO® NOVA CULTURA CONTEMPORÂNEA/ MIS - MISTURA URBANA

ROJO® NOVA CULTURA CONTEMPORÂNEA/ MIS

Não é festival, não é exposição, não é ocupação. O evento comemorativo dos 40 anos do Museu da Imagem e do Som de São Paulo pode ser entendido como uma “mostra multidimensional de cultura contemporânea”, que será criada e elaborada ao vivo, em cores e em tempo real, durante 55 dias de visitação pública. Megaexposição colaborativa é outra forma passível de definir o projeto que reúne mais de 100 artistas internacionais. “Trabalhamos com imagem e som, sob o conceito da colaboração”, explica o curador David Quiles Guilló. “Não serão construídas obras individuais. A ideia é tirar as pessoas de seus lugares confortáveis e fazê-las trabalhar juntas.”

Os concertos do auditório serão jam sessions com dois ou mais conjuntos dividindo o palco. A cada semana, grupos de sete artistas irão compartilhar os mesmos espaços expositivos para compor instalações, pinturas, performances, live video e live music. Ao final da sétima semana, o objetivo é ter no museu uma grande obra coletiva. “Vamos gerenciar ao vivo essa troca de ideias e essa criação conjunta. Não coloquei no mesmo espaço ninguém que se conhece para trabalhar junto”, diz o curador.

As exceções são os autores de obras audiovisuais, que já chegam com trabalhos “fechados”, e a fachada do museu, que terá um mural “solo” do grafiteiro nova-iorquino Krink e deve funcionar como um convite para a “festa de aniversário” do MIS. “O projeto tem uma vocação tentacular de chamar o público à participação”, afirma Daniela Bousso, diretora do MIS. “É um projeto que se articula com outras redes e comunidades e mostra que o sistema das artes é muito mais amplo que o mundo dos museus, galerias e bienais. Para nós, interessa abrir espaço para que esses diferentes sistemas se mostrem.”

As redes em questão foram tecidas pela Rojo®, organização cultural criada em 2001 pelo espanhol David Quiles Guilló. A Rojo® edita uma revista que é distribuída em 40 países, tem um website que recebe dois milhões de visitas mensais e tem mais mil artistas brasileiros e estrangeiros associados de forma independente, sem contratos e termos de exclusividade. São artistas multidisciplinares, designers, músicos, cineastas, produtores eletrônicos, grafiteiros, ilustradores, estilistas e toda espécie de expoente da chamada arte urbana. Todos com repertórios diversos e currículos que trazem passagens pela cena eletrônica underground, páginas de revistas comerciais e independentes, fanzines, tênis Nike, MTVs, museus como a Tate Modern e o Museu de Arte Moderna de Paris ou pelos principais festivais de arte eletrônica do mundo, como o Ars Electronica, o Transmediale e o Sonar.

Ou mesmo pelas galerias subterrâneas de São Paulo, caso do grafiteiro Zezão. Entre os participantes do Rojo® Arte Nova figuram o cineasta Spike Jonze, que apresenta um curta-metragem patrocinado pela vodca Absolut, o grafiteiro Highgraff, que faz digital spray, e o artista visual japonês Ryoichi Kurokawa. “Sem crises nem crítica. Queremos um evento participativo e autorreflexivo”, diz o curador espanhol residente em São Paulo, que está popularizando o conceito de arte e aprendeu a falar português assistindo às novelas brasileiras

via: ISTOE independente

links

http://www.rojo-magazine.com/nova/

http://www.facebook.com/rojonova

http://www.rojo-nova.com/

artistas confirmados:  Fuck Buttons, Sin Fang Bous, Tunng, Mark Jenkins, Kit Webster, Quayola, Tofer Chin, KRINK, Rebecca Ward, Yochai Matos, Mario Zoots, Chicks on Speed, B.Fleischmann, Modern Witch, Mulheres Barbadas, Maya Hayuk, Koen Delaere, MOMO, Ryoichi Kurokawa, M.Takara3, bRUNA, Max Hattler, Hans Appelqvist, Soley, Bradien, Fibla, Roll the Dice, Objeto Amarelo, NOIA, Vidderna, Spike Jonze, Advanced Beauty, Rostarr, Zeitguised, Jeffers Egan, Base-V, Matt M Moore aka MWM , Cesar Pesquera, Ljudbilden & Piloten, Shima, Noriko Okaku, Anna Taratiel aka OVNI, Sosaku Miyazaki, Lolo, Flavio Samelo, Robert Seidel, 310k, Cristopher Cichocki, Lucy McRae, Highraff, 88, Zezão, Gustavo Gagliardo aka DEFI, Talita Hoffmann, Javier Longobardo, Heiko Tippelt, Coletivo Suspenso, Bruno 9li, E*Rock, Taras Hrabowsky, Wyld File, Jimmy Joe Roche, Andrew Benson, Renaud Hallée , Emanuele Kabu, James Roper, Protey Temen, Filippo Minelli, Yoshi Sodeoka, Kari Altmann, Rosa Menkman, Alex McLeod, Paul Seen, Kouichi Okamoto, Christiane Wöhler, Volker Schreiner, Julian Rosefeldt, Emile Zile, Takafumi Tsuchiya, Jacob Ciocci, Carsten Nicolai, Paul Simpson, Tom Scholefield, Maxim Zhestkov, Julia Oschatz, Thorsten Fleisch, Barbara Hlali, Philipp Hirsch , Karsten Schmidt, Minivegas, Mate Steinforth, Robert Hodgin, Yves Netzhammer, Daniel Burkhardt, Astrid Rieger , Bjørn Melhus, Timo Katz, Joern Staeger, Jan Verbeek, Fernando Sarmiento, Tomas Garcia, Alex Peverett, Jelle Feringa, Marc Kremers, Pandapanther, Thomas Traum, David OReilly, Carl Burgess, Universal Everything… e algumas surpresas mais.

imagens do KR no mis:

http://entretenimento.uol.com.br/album/krink_fachada_mis_album.jhtm?abrefoto=8#fotoNav=1

Comments

comments

1 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. nossa, não perco mesmo essa! sensacional!

    Alex Hoera / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *