Arte debaixo da ponte - MISTURA URBANA

Arte debaixo da ponte

O Minhocão, elevado do centro de São Paulo, está em processo de reforma. O projeto da prefeitura prevê a eliminação de diversos problemas da obra, como infiltrações, bueiros entupidos e deterioração geral do sistema de drenagem. As pichações e grafittis também não serão poupados e, após a limpeza, os 92 pilares da via receberão tinta anti-pichação, que permite a remoção das pinturas com água e sabão.

A pedido da comunidade de artistas de rua, apenas os pilares próximos às ruas Marquês de Itu e General Jardim serão mantidos intactos. É uma tentativa de preservar a efêmera arte do graffiti nas ruas de São Paulo, o que, segundo o artista Gen Duarte em entrevista à Folha de S. Paulo, deveria ser pensado pela prefeitura. “Podia sim apagar tudo e chamar uma curadoria, que chamasse vários artistas a fazer uma composição de grafites mais harmônica.”

Tema polêmico entre a prefeitura e os artistas, resta saber se a tinta anti-pichação vai inibir a expressão dos grafiteiros ou valorizar a arte de rua, tão rara quanto efêmera. E você, o que acha?

Fonte: Zupi

Comments

comments

3 Comentários

Junte-se a conversa →

  1. cara eu nao me preocuparia com essa historia ai de colocar tinta anti grafiti pra impedir que nego se manifeste no minhocao… artista urbano sempre acha uma outra forma de se expressar em cima de uma plataforma nova..

    hehehehehe

    lila / Responder
  2. eu não entendo até hoje pq esses caras não se preocupam mais com a molecada roubando pra comprar pedra, curiosament, eneste mesmo local….tem é que ficar enchendo o saco e lutando pra manter essa cidade impraticavel mais feia!!! affffff…..

    Chamis / Responder
  3. O simples fato de não saberem que isso é uma arte, um grito, uma forma de expressão, mostram o quanto são ignorantes e ainda ficam querendo controlar o que é incontrolável.

    Jorge / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *